Enem

'Veterano' de Enem tira mil na redação e conta como encarou tema que desconhecia

Ana Carla Bermúdez

Do UOL, em São Paulo

  • Felipe Sampaio

    Marcus Vinícius, 18, tirou nota mil na redação do Enem 2017

    Marcus Vinícius, 18, tirou nota mil na redação do Enem 2017

O estudante Marcus Vinícius, 18, se surpreendeu ao ver as notas que tirou no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2017 –entre os mais de 6 milhões de candidatos que fizeram a prova, o jovem foi um dos 53 que alcançaram a nota 1.000 na redação. "Eu chorei, fiquei muito feliz", conta Marcus.

"Veterano" do Enem, o estudante fez o exame pela quarta vez seguida no ano passado. "Comecei a fazer quando estava ainda no primeiro ano [do ensino médio] porque eu queria ver como era a prova, queria ganhar experiência", conta o jovem, que mora em Fortaleza (CE) e foi aluno do Sistema Ari de Sá no último ano.

A tática funcionou: Marcus saltou de 760 pontos na redação, no primeiro ano em que fez a prova, para a nota máxima na última edição do exame. Mas mesmo conhecendo bem o modelo do Enem, ele diz que o tema da redação –"Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil" - foi um desafio muito grande.

"Eu apostava em homofobia, idosos ou bullying. Estava estudando muito esses três temas. Não tinha estudado nem sobre deficientes, quem dirá sobre surdos", afirma.

Leia também:

Apesar de achar o tema "complexo" e "específico", Marcus conta que buscou manter a calma para lembrar referências que poderia utilizar em seu texto.

"Eu estudei muito. Li revistas de atualidades, li textos de sociologia, filosofia, vi filmes, séries... A leitura me ajudou", diz.

"Pensei, puxei uma base. Falei muito de preconceito, da família, inclusive usei o sociólogo Talcott Parsons para falar do preconceito que a própria família tem contra os surdos. Coloquei também a problemática do Estado, que a lei do estudo da Libras [Língua Brasileira de Sinais] muitas vezes não é respeitada", explica o jovem.

Para Marcus, saber administrar os estudos e o tempo de lazer foi muito importante para que ele chegasse a esse resultado.

"Em 2017 eu estudei bem menos do que em 2016, por exemplo, mas estudei com mais qualidade. Foquei nas coisas em que tinha dificuldade. Fora da aula, estudava de 3 a 4 horas por dia. Fazia outras atividades, ia para a academia, fazia vôlei", explica o jovem.

"Nunca cheguei a passar o dia todo estudando, eu não consigo", diz.

Para quem busca alcançar uma boa nota na redação, ele dá a dica: "Precisa praticar muito, ler bastante. Buscar atualidades, livros, séries, isso conquista o corretor".

Ele explica, ainda, que além de conhecer o modelo de redação do Enem, é importante conectar as ideias entre o segundo e o terceiro parágrafos e detalhar bem a solução para o problema apresentado no tema.

"Começar o primeiro parágrafo já com uma obra literária também é muito bom", aconselha o estudante.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos