PUBLICIDADE
Topo

Fies: Governo adia para 2022 exigência de nota mínima na redação do Enem

O Fies é um programa do governo que oferece o financiamento de cursos de graduação - Marcello Casal Jr/Agência Brasil
O Fies é um programa do governo que oferece o financiamento de cursos de graduação Imagem: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Do UOL, em São Paulo

13/10/2020 13h37

O governo adiou para 2022 a exigência que participantes do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) obtenham nota mínima de 400 na redação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) para participação nos processos seletivos.

Anteriormente, a medida passaria a valer a partir de 2021. A decisão foi publicada hoje no Diário Oficial da União e altera a resolução de dezembro de 2019.

Na prática, isso significa que, para o próximo ano, as regras não mudam: estudantes não podem zerar a prova de redação, além da necessidade de alcançar uma média aritmética das provas igual ou superior a 450 pontos.

Já em 2022, será exigido que a nota da redação seja superior a 400 pontos e uma média aritmética das provas igual ou superior a 450 pontos.

O Fies é um programa do governo federal que oferece o financiamento de cursos de graduação em instituições particulares de ensino superior. Para participar do Fies, candidatos devem ter renda familiar per capita de 1 a 3 salários mínimos.