Topo

Planos de aula

Ensino Fundamental


Sociologia - Memória e pesquisa sociológica

Celina Fernandes

Memória e pesquisa sociológica

Objetivos da aula

1) Problematizar a relevância das rememorações pessoais como fonte para as pesquisas sociológicas.

2) Evidenciar que o pesquisador pode assumir diferentes posições em relação aos sujeitos da pesquisa e explicitar as implicações disso.

Estratégias

1. "Narrar é também sofrer quando aquele que registra a narrativa não opera a ruptura entre sujeito e objeto" - a citação é do prefácio da obra "Memória e sociedade - lembranças de velhos", de Ecléa Bosi, intitulado "Uma psicologia do oprimido" e escrito por João Alexandre Barbosa. Perguntar aos alunos o que entendem quando lêem essa citação.

2) Explicitar que se trata de um livro elaborado a partir da tese de livre-docência da autora, defendida no Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo. A primeira edição data de 1973. Na obra, Ecléa Bosi faz um estudo sobre memórias de velhos. Foram entrevistadas oito pessoas, que tinham em comum a idade superior a setenta anos e o fato de terem vivido a maior parte de suas vidas na cidade de São Paulo.

3) Perguntar aos alunos se as informações transmitidas pelo professor acerca do contexto de produção da obra os ajudam a repensar o que haviam falado a respeito da citação.

4) Para ajudá-los ainda mais, dizer que, do ponto de vista metodológico, o livro não tem a preocupação de revelar a veracidade dos fatos e dos acontecimentos vividos pelos sujeitos entrevistados, mas apenas a de registrar a voz e, por meio dela, a vida e o pensamento dos mais velhos. Voltando, então, à citação de referência, "narrar" é o mesmo que "registrar a narrativa"?

5) Dizer que as rememorações pessoais têm relevância tanto para as pesquisas realizadas no campo da Psicologia Social como da Sociologia. Perguntar aos alunos por que essas rememorações são importantes para a Sociologia. (Enfatizar como a memória pessoal expressa uma memória social, familiar, grupal.)

6) Podemos dizer que aqueles que narraram suas memórias são sujeitos da pesquisa? E o pesquisador, ele é sujeito da pesquisa?

7) Em que medida é importante que o pesquisador crie um vínculo de amizade e confiança com os recordadores? O que esse vínculo pode trazer como marca para a pesquisa? (Explicitar a relevância de se buscar a compreensão sedimentada no trabalho comum. O pesquisador pode ser sujeito e objeto na mesma pesquisa. Objeto, na medida em que os sujeitos se valem dele para expressar suas lembranças, e sujeito, quando integra os dados narrativos e confunde as lembranças dos entrevistados com a sua própria.)

Dica de leitura

"Memória e sociedade - lembranças de velhos", de Ecléa Bosi, São Paulo, Editora Companhia das Letras, 1999.

é mestre em Sociologia pela USP e assessora educacional

Mais Ensino Fundamental