UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Pais e Professores > RESENHAS

A Ciência do Cotidiano

Passeio pela cabeça de um cientista

Carlos Roberto de Lana*
Especial para a Página 3 Pedagogia & Comunicação

Reprodução
Após ler "A Ciência do Cotidiano", de Len Fisher, pesquisador do departamento de física da Universidade de Bristol, Inglaterra, você certamente saberá um pouco mais de física, química e suas aplicações.

Mas o melhor do livro é a carona que pegamos em uma excursão pelo misterioso mundo dos cientistas, que, conforme Fisher nos mostra, é o mesmo mundinho cotidiano de todos nós, só que observado e descrito com uma dose maior de método e um tipo peculiar de paixão.

Se não é surpresa para ninguém que cientistas são metódicos, é muito divertido o modo como Fisher deixa claro o quanto eles podem ser apaixonados por seu ofício de entender como o mundo funciona.

Para estes cientistas, pelo menos para o autor e seus amigos, entender o funcionamento do mundo inclui fazer o mapeamento térmico de um assado, tentando preencher a lacuna de conhecimento manifesta no fato de conhecermos melhor o perfil de temperaturas da atmosfera de Vênus do que o existente no interior de um suflê, como lamenta no início do primeiro capítulo, que busca o modo científico para se obter o ovo quente perfeito, com direito a citações de James Bond, tido como expert também nisto.

Por que os bumerangues tendem a retornar ao ponto de onde foram lançados, como otimizar o processo de impregnação das rosquinhas pelo café onde são mergulhadas ou como somar contas de supermercado, melhor e mais rápido que sua mulher e de quebra, entre um parágrafo e outro, noções de aerodinâmica, princípio da capilaridade e estatística.

Estes assuntos são tratados no livro como temas para aprendizado e diversão de qualquer um que nunca parou para se perguntar estas coisas. Aí entendemos um pouco melhor os cientistas, que afinal, são pessoas que param para se perguntar estas coisas.

E não descansam até obter uma resposta satisfatória, testada e confirmada pelos resultados, como nos mostra o incansável Fisher enquanto destrincha os princípios da física que explicam o funcionamento de um prosaico martelo de unha quando remove um prego encravado na madeira.

Indicação

O livro é recomendado para professores e alunos de física e química do ensino médio principalmente por apresentar a ciência de um modo simpático, que pode estimular estudantes a se aprofundarem nos conteúdos de seu interesse, por exemplo, um eventual adepto do esporte de lançamento de bumerangues pode, finalmente, encontrar um motivo para estudar física. A única ressalva é para que ninguém crie o tipo errado de expectativa com o capítulo final "A física do sexo". Interessante, não excitante.

Ciência do Cotidiano
Len Fisher
Jorge Zahar Editor
203 págs.

*Carlos Roberto de Lana é engenheiro químico e professor.
Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Compartilhe:

    Receba notícias

    Dicionários

    Aulete

    Português

    Houaiss

    Português

    Michaelis


    Tradutor Babylon


    Lição de Casa

    Shopping UOL

    Hospedagem: UOL Host