UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Últimas Notícias

23/07/2007 - 11h51

Handebol é esporte mais praticado nas escolas públicas, diz confederação

Da redação
Em São Paulo
O esporte mais praticado nas escolas públicas brasileiras não é o futebol, mas o handebol. A informação é do presidente da Confederação Brasileira de Handebol, Manuel Luiz Oliveira.

"De times escolares veio grande parte dos jogadores que atualmente competem nos jogos Pan-Americanos e nos campeonatos nacionais", disse.

Exemplos na seleção masculina, medalha de outro este domingo (22/07), não faltam. Guilherme Rosa começou jogar na escola aos 12 anos e sua professora, que é técnica de um clube convidou-o a treinar. O mesmo aconteceu com Jaqson Kojoroski, Bruno Santana, Leonardo Bertolini e outros que foram descobertos em jogos escolares. Hoje atletas como esses que começaram em partidas estudantis conquistaram a medalha de ouro e o bicampeonato nos Jogos Pan-Americanos ao venceram por 30 a 22 a Argentina. A vitória garante ainda vaga para as Olimpíadas de Pequim, em 2008.

Apesar do sucesso, os atletas reclamam da falta incentivo. "Depois da medalha do Pan-Americano do Santo Domingo (2003), a gente até esperava um pouco mais. Esse patrocínio só chega via Confederação e necessitamos que os clubes estejam mais fortes para que tenhamos um campeonato mais forte no país", disse Hélio Lisboa (o Helinho).

Aline Santos da seleção feminina, que também é medalha de ouro e atual tricampeã pan-americana, joga pela segunda temporada seguida na França. Ela conta que precisou ir atuar fora para conseguir se dedicar apenas ao esporte. "É muito difícil sobreviver do handebol no Brasil, no meu caso, tive que sair do país para jogar na França. As equipes precisam de patrocínio, e as atletas também".

O presidente da Confederação Brasileira de Handebol conta que historicamente o principal incentivador da modalidade é o Ministério do Esporte. É da Lei Agnelo Piva que vem anualmente R$ 1,6 milhões. Em 2003, a Petrobras decidiu investir R$ 2,8 milhões anuais no esporte.

As informações são da Agência Brasil
Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Compartilhe:

    Receba notícias

    Lição de Casa Dicionários

    Aulete

    Português

    Houaiss

    Português

    Michaelis


    Tradutor Babylon


    Intercâmbio

    Shopping UOL

    Hospedagem: UOL Host