UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Últimas Notícias

26/08/2007 - 20h00

Prova do Enem não trouxe surpresas, dizem professores

Da redação
Em São Paulo
As 63 questões do Enem 2007 (Exame Nacional do Ensino Médio), aplicado na tarde deste domingo (26), foram consideradas fáceis por professores de cursinhos. Vera Lúcia da Costa Antunes, do Objetivo, não poupou elogios à prova. "Foi muito bem elaborada e inteligente", conta.

A professora disse que a prova exigiu apenas conhecimento básico do aluno. "O Enem é aplicado no Brasil inteiro, e a diferença de nível escolar entre os inscritos é muito grande. Por isso, as questões do exame têm de ser acessíveis a todos".

O coordenador geral do Curso Anglo, Nicolau Marmo, disse que não houve surpresas. "A prova prioriza o entendimento do texto e a competência do aluno para ler gráficos e tabelas usando o conteúdo do ensino médio", avalia.

Segundo Marmo, apenas a questão que aborda a lei das águas pode ser considerada um pouco mais sofisticada. Ao apresentar a palavra "dessedentação" (tirar a sede), a questão pode ter dificultado o entendimento de alguns estudantes.

Redação
A redação trouxe como tema "O desafio de se conviver com a diferença". Como proposta, foram apresentadas letras de música - "Ninguém = Ninguém", do Engenheiros do Havaii, e "Uns Iguais Aos Outros", dos Titãs - e uma declaração da Unesco sobre diversidade cultural.

"Os textos foram bem escolhidos e deram uma idéia da variedade de informações que os alunos poderiam discutir: intolerância, preconceito e até fanatismo", analisa a professora de português do Objetivo, Elizabeth Melo Massaranduba.

Para ela, o tema é atual e abrangente. "Os estudantes tinham muitos exemplos para usar. "Era só ter assistido a noticiários ou ter lido jornais", garante.

Alguns textos da prova objetiva abordaram esse assunto. "É um momento importante para os adolescentes refletirem sobre essa diversidade cultural. O tema não pode ser regional. É para o Brasil inteiro".

Para o coordenador geral do Curso Etapa, Carlos Eduardo Bind, a função principal do Enem é detectar buracos negros na educação brasileira. "O estudante que não tem noção de leitura aos 18 anos mostra problema", disse. "Apesar de ser um exame de saída, o Enem avalia o início do ensino. Também funciona se for utilizado para consertar eventuais apagões culturais na educação".

Leia mais:
  • Veja resolução e gabarito oficial da prova
  • Alunos da rede pública encaram Enem como vestibular
  • Para estudantes, questões e redação estavam fáceis
  • No Rio, estudantes fazem Enem para trocar de cursos
  • Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

    Compartilhe:

      Receba notícias

      Sobre o Enem Revisão Testes e Simulados Banco de Redações

      Redações avaliadas por uma equipe especializada em correção de prova de vestibular e Enem

      Lição de Casa

      Shopping UOL

      Hospedagem: UOL Host