UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Últimas Notícias

16/07/2008 - 17h55

Piso sancionado por Lula só dará aumento para professor em 2009

Bruno Aragaki e
Mariana Tramontina
Em São Paulo
  • R$ 950 é suficiente para um professor?


  • Só em 2009 os professores da rede pública sentirão no bolso os efeitos do projeto de lei sancionado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta quarta-feira (16).

    O texto assinado pelo presidente em Brasília vetou os artigos do projeto original --aprovado por comissões da Câmara dos Deputados-- que previam reajustes salariais já em 2008, retroativos a janeiro.

    No projeto original, Estados e municípios deveriam pagar um terço da diferença entre os salários praticados atualmente e o piso ainda neste ano. Teriam, então, até 2010 para chegar ao novo valor mínimo.

    O pagamento já para 2008 foi derrubado depois de secretários de Educação de todo país --que teriam de "desembolsar" mais dinheiro já neste ano-- questionarem a constitucionalidade da medida. Eles alegaram que criar novos gastos para o ano em curso contraria a Lei de Responsabilidade Fiscal e a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias).

    Segundo o MEC, a mudança não alterará o prazo limite para o pagamento integral do piso. Os professores terão de receber, até 2010, valor igual ou superior a R$ 950. Parte desse reajute terá de vir já em 2009.

    Quando o piso foi aprovado pelo Senado, o ministro da Educação garantiu o complemento da União aos Estados e municípios que não puderem pagar o piso aos profissionais. Segundo Haddad, esses recursos serão repassados via Fundeb (Fundo da Educação Básica).

    Apesar do veto, o presidente da CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação), Roberto Leão, falou que educação teve "dia histórico".

    Levantamento da entidade mostrou que pelo menos 12 Estados pagam menos que R$ 950 para os professores e existem mais de 5 mil pisos salariais diferentes para a categoria, variando entre R$ 315 e R$ 1.400.
    Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

    Compartilhe:

      Receba notícias

      Lição de Casa Dicionários

      Aulete

      Português

      Houaiss

      Português

      Michaelis


      Tradutor Babylon


      Intercâmbio

      Shopping UOL

      Hospedagem: UOL Host