UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Últimas Notícias

31/08/2008 - 14h22

Organizadora dá 20 minutos de tolerância para entrar no Enem; alguns alunos se atrasam

Flávio Ilha
Gabriela Agustini
Mariana Tramontina
Em São Paulo e Porto Alegre
Atualizada às 15h38

A Fundação Cesgranrio, responsável pela aplicação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), combinou com todos os coordenadores de prova tolerância de entrada nos locais de prova até as 13h15. Incialmente, a divulgação da prova havia informado que os portões seriam fechados às 12h55.

A coordenadora da prova no Rio Grande do Sul, Silvânia Souza, explica a tolerância: "os candidatos não estão concorrendo a uma vaga e sim a uma classificação. Não há sentido em ser tão rigoroso".

Ainda assim, houve quem se atrasasse. Esse foi o caso de Carlos Queiroz, 27, e Carla Priscila, 29, que fariam a prova na Unicid (universidade Cidade de São Paulo) localizada no Tatuapé, zona leste de São Paulo. Eles e mais um grupo de cerca de 20 pessoas não alcançaram os portões abertos.

  • E você? Chegou a tempo? Qual é sua expectativa em relação ao Enem?


  • "O trem demorou uma hora e dez, o dobro do tempo", conta Priscila. "Venho de São Miguel e trabalho aqui perto, mas não demoro mais que meia hora." Ela e os outros atrasados reclamaram da falta de articulação entre os órgãos do governo, referindo-se ao fato de o trem ter ficado minutos parado para a passagem de um equipamento.

    No outro extremo de São Paulo, na PUC (Pontifícia Universidade de São Paulo), a estudante Aline Grifante, 18, também chegou tarde demais. "Saí às 11h30 de casa, mas peguei dois ônibus errados. Até tentei uma carona", conta. Mas não deu tempo. Sua intenção é prestar de novo no próximo ano. Ela reclama: "o MEC deveria fazer uma seleção dos locais de prova, para serem mais próximos da casa dos candidatos"

    Já Adriano Eliziário de Lima, 20, foi vítima de um despertador que falhou. Morador da zona leste, ele não conseguiu atravessar a cidade a tempo. No terceiro ano do curso de administração de uma faculdade particular, Lima queria prestar o Enem para concorrer a uma bolsa do ProUni. "Queria fechar com chave de ouro", conta.

    Pontos no vestibular
    Muito alunos prestam Enem para usar a pontuação no vestibular ou para concorrer a uma bolsa do ProUni. Esse é o caso de Jadilson Lima, 32, que faz cursinho pré-vestibular no Educafro e quer prestar administração em São Paulo. "Venho de escola pública e tive de me preparar em casa, sozinho", diz.

    O exame é composto de 63 questões objetivas de múltipla escolha sobre diversas áreas de conhecimento, além de uma redação. O estudante terá cinco horas para responder o exame.

    Atualmente, 532 faculdades -- entre elas, disputadas instituições públicas do país -- incluíram no processo seletivo a opção de usar a nota do Enem na prova de conhecimentos gerais.

    O Enem é também requisito para se inscrever no ProUni (Programa Universidade Para Todos), que concede bolsas de estudos em cursos de graduação de instituição particular. Para participar do ProUni, o candidato precisa ter obtido nota mínima de 45 pontos no Enem.

    Mais de 4 milhões de estudantes
    O número de inscritos no Enem 2008 (Exame Nacional do Ensino Médio) é recorde na história do exame - foram 4.004.715 inscrições. Isso significa um aumento de 14,3% em relação aos 3,5 milhões participantes 2007. As mulheres são maioria, somando 2.431.413 candidatas.

    De acordo com os dados preliminares do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), a região Sudeste teve o maior número de inscritos, com 1.887.779 candidatos. São Paulo recebeu 1.052.031 inscrições, sendo o estado com o maior número de concorrentes.

    A região Norte foi a que teve menor adesão ao Enem, com 289.360 candidatos. Na seqüência, vêm as regiões Centro-Oeste (324.704), Sul (484.948) e Nordeste (1.017.634). O balanço consolidado de inscritos e participantes sairá no final do ano, junto com as médias de proficiência do país e estados.

    Leia mais
    As competências e habilidades cobradas
    Como a redação é corrigida
    Como a nota é utilizada nos vestibulares
    Provas dos anos anteriores resolvidas
    Professor lista filmes com temas da prova
    Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

    Compartilhe:

      Receba notícias

      Sobre o Enem Revisão Testes e Simulados Banco de Redações

      Redações avaliadas por uma equipe especializada em correção de prova de vestibular e Enem

      Lição de Casa

      Shopping UOL

      Hospedagem: UOL Host