UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Últimas Notícias

25/03/2009 - 20h38

Para Serra, nota baixa em SP se deve a problema dentro da sala de aula

Ana Okada
Em São Paulo
O governador José Serra (PSDB) disse nesta quarta-feira (25), durante o anúncio da bonificação por mérito do Estado de São Paulo, que a maior dificuldade do ensino se concentra na sala de aula: "Tenho dado aulas nas escolas com bastante frequência e o que vejo é que o problema está no aprendizado, na sala de aula, e não na infraestrutura, que em geral é muito boa".

Na semana passada, os dados divulgados pelo governo mostraram que, apesar da melhora no Idesp (Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo), as notas da educação paulista não passavam de 4, em uma escala de 0 a 10 pontos.

Serra afirmou que as escolas tiveram grande avanço na parte material, mas que ainda falta melhorar mais na sala de aula --daí a importância de "avaliar a produtividade das escolas" e de premiar as que tiveram melhor desempenho. "Houve uma deterioração do ensino ao longo de décadas, relacionada a diversos fatores; até mesmo metodológicos, como, por exemplo, o de que não é necessário decorar a tabuada", disse.

  • Você acha justa a alteração no critério de oferta do bônus?
  • "É ruim mudar regras no meio do jogo", afirma pesquisador sobre alteração no bônus de SP
  • Em SP, 72,4% dos servidores da educação vão receber bônus

  • Para 2009, a Secretaria de Educação espera dar até R$ 700 milhões de bônus para a educação: "O orçamento de 2009 prevê R$ 630 milhões para a bonificação referente à 2009, mas já começamos a economizar para no ano que vem garantirmos pelo menos R$ 700 milhões", disse a secretária Maria Helena Guimarães de Castro.

    O orçamento da pasta para esse ano é de R$ 15,8 bilhões. Dez por cento do montante são destinados a investimentos. Desse valor virão também os R$ 70 milhões que devem ser adicionados ao orçamento do bônus de 2009.

    Mudança na lei

    Segundo o governador, a lei do bônus não sofreu mudanças; o que houve foi uma regulamentação por parte da secretaria que decidiu dar uma gratificação para 10% das escolas que tiveram melhor índice no Idesp para "Incentivá-las para que continuem batalhando".

    Assim, o bônus será calculado sobre o crescimento do Idesp para o conjunto do Estado, que é de 63,7%. As equipes dessas escolas ganharão 1,5 salário a mais. Se a escola está entre as melhores e cumpriu metas, ganhará proporcionalmente por seu desempenho.

    Com a inclusão das melhores escolas, 230 escolas serão beneficiadas - 32 delas não receberiam bônus e 198 tiveram o benefício ampliado a 63,7%. A secretaria afirmou que os professores receberão holerite com o boletim na escola e que o pagamento do benefício sairá até o dia 31 de março.

    Leia mais

    Falta médica reduz o valor do bônus da Educação
    Só 7 das 5.183 escolas estaduais de SP possuem padrões de ensino internacionais
    Em SP, Kassab promete para 2010 implementação de bônus por mérito
    Governo pede urgência para a votação do bônus por desempenho
    Bird estudará projeto de bônus por mérito de SP para outros países
    Em SP, valores do bônus devem ser anunciados até o dia 24 de março
    Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

    Compartilhe:

      Receba notícias

      Lição de Casa Dicionários

      Aulete

      Português

      Houaiss

      Português

      Michaelis


      Tradutor Babylon


      Intercâmbio

      Shopping UOL

      Hospedagem: UOL Host