UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Últimas Notícias

05/05/2009 - 08h35

Funcionários da USP iniciam greve nesta terça

Da Redação
Em São Paulo
Os funcionários da USP (Universidade de São Paulo) iniciam nesta terça-feira (5) uma greve por tempo indeterminado. O Sintusp (Sindicato dos Trabalhadores da USP) realizou uma assembléia no auditório do Departamento de História, no último dia 23, que decidiu pela paralisação.

Você concorda com a paralisação dos funcionários da USP? Opine

Os trabalhadores programaram para esta terça uma assembléia geral no Departamento de História e, posteriormente, um churrasco de protesto na frente da reitoria da instituição, com a participação dos estudantes e da Adusp (Associação dos docentes da USP), segundo nota publicada no site do Sintusp.

Em assembleia realizada em 24 de abril, os alunos decidiram realizar paralisação hoje, mas não decidiram se irão aderir à greve dos funcionários.

Luis Carlos Murauskas/Folha Imagem
Fotos de protesto durante ocupação de 2007, que durou 50 dias
MAIS FOTOS
De acordo com o diretor de imprensa do sindicato, Aníbal Cavali, a principal reivindicação é a incorporação de uma parcela de R$ 200 aos salários e reajuste de 17% na remuneração. "Essa reivindicação engloba os funcionários e professores da USP, Unesp [Universidade Estadual Paulista] e Unicamp [Universidade Estadual de Campinas]", disse.

A pauta de reivindicações dos funcionários é mais ampla e contempla pedidos como a readmissão de Claudionor Brandão, ex-diretor do Sintusp que foi demitido após a ocupação da reitoria da USP (Universidade de São Paulo), ocorrida em 2007; a contratação de mais professores e funcionários para a universidade; a incorporação de funcionários e professores da Faenquil (Faculdade de Engenharia Química de Lorena) à USP; e mais verbas para a educação.

Ocupação do DCE

Cerca de 300 estudantes da USP ocuparam no dia 23 o espaço do DCE (Diretório Central de Estudantes) da universidade. Os alunos reivindicam a administração do espaço, que era realizada por eles antes de reforma realizada pela reitoria.

Segundo os estudantes, com o final das obras, a reitoria passou a ser responsável pela administração dos aluguéis cobrados de estabelecimentos comerciais que funcionam no local, que antes iam para o diretório dos estudantes. O DCE obteve o uso de algumas salas do prédio.
Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Compartilhe:

    Receba notícias

    Lição de Casa Dicionários

    Aulete

    Português

    Houaiss

    Português

    Michaelis


    Tradutor Babylon


    Intercâmbio

    Shopping UOL

    Hospedagem: UOL Host