UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Últimas Notícias

09/06/2009 - 21h56

Em nota oficial, reitoria da USP "lamenta o confronto" entre PM e manifestantes

Da Redação
Em São Paulo
Em nota divulgada na noite desta terça (9), a reitoria da USP (Universidade de São Paulo) "lamenta o confronto ocorrido entre a Polícia Militar e os manifestantes".

Segundo a nota, "durante todo o dia de hoje, a Corporação Policial fazia o acompanhamento preventivo para o cumprimento da determinação judicial, de forma pacífica, como vinha fazendo nos últimos dias".

Segundo a nota, a reitoria atribui o incidente à "ação isolada de um grupo radical de manifestantes", descrevendo o ocorrido como "cenas inadmissíveis dentro do ambiente universitário, no qual o diálogo deve ser sempre privilegiado".
  • Polícia e estudantes entram em confronto no campus da USP
  • Veja imagens dos protestos desta terça
  • Estudantes passam a noite no campus; ato está marcado para quarta
  • Vice-reitor garante à comissão que PM vai sair do campus
  • Manifestantes detidos querem exame de corpo de delito
  • "Não há outra alternativa a não ser manter a PM lá", diz Serra
  • Entenda as manifestações na USP e a presença da PM no campus
  • O que você acha da intervenção da polícia na manifestação da USP?

  • Presença da PM

    A USP reitera, em sua nota, o motivo pelo qual a PM está no campus. "A presença da Polícia no campus é decorrente do processo de reintegração de posse, impetrado para a desobstrução da entrada de oito edifícios da Universidade, de forma a garantir o direito de greve, dentro dos preceitos legais, e o direito de ir e vir dos servidores". E ainda ressalta que "a solicitação da reintegração de posse é resultado de deliberação do Conselho Universitário, datada de 2008, diante de ações que impeçam o acesso de servidores a seus locais de trabalho".

    Por volta das 20h20 desta terça, uma comissão formada por professores e alunos entrou na reitoria da USP para negociar com a reitora Suely Vilela a saída da PM da Cidade Universitária, no Butantã, em São Paulo.

    O grupo ainda se encontra na reitoria em conversa com a reitora.

    O confronto

    Estudantes e funcionários da Universidade de São Paulo (USP) e homens da Polícia Militar entraram em confronto na entrada principal do campus da Cidade Universitária (zona Oeste da capital) por volta das 17h. Até agora se tem notícia de pelo menos dois feridos, que foram atendidos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. Um estudante foi encaminhado para o Hospital Universitário.
    Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

    Compartilhe:

      Receba notícias

      Lição de Casa Dicionários

      Aulete

      Português

      Houaiss

      Português

      Michaelis


      Tradutor Babylon


      Intercâmbio

      Shopping UOL

      Hospedagem: UOL Host