UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Últimas Notícias

02/10/2009 - 21h14

Enem 2009 que vazou teve nível de dificuldade de fácil para médio, dizem professores

Ana Okada
Simone Harnik
Em São Paulo
O nível de dificuldade da prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2009 que vazou foi considerado de fácil para médio, segundo professores de três cursinhos ouvidos pelo UOL Educação.

Reprodução
Reprodução da capa da prova de ciências da natureza e de ciências humanas do Enem 2009 que sofreu vazamento
BAIXE A PROVA DO 1º DIA
BAIXE A PROVA DO 2º DIA
VEJA O GABARITO
Ou seja, se o novo modelo da avaliação do MEC (Ministério da Educação) era um mistério, já se sabe que o candidato não vai enfrentar, em geral, testes muito complexos.

Para Nicolau Marmo, coordenador geral do Sistema Anglo de Ensino, a prova exigiu conhecimento mediano dos conteúdos do ensino médio e capacidade de leitura. Ele diz que cerca de 70% das questões cobravam interpretação de textos e pequenos conhecimentos, e 30% exigia conhecimentos do conteúdo programático: "No geral, as questões eram de dificuldade mediana", diz.

Pela análise do exame feita pelo professor, faltará tempo para os estudantes concluírem o novo modelo do Enem: "Era previsível, são questões que exigem muita concentração na leitura e, depois de 3, 4 horas, o estudante cansa. Pouca gente vai conseguir chegar nos 90 testes, é uma maratona", conclui.

"Os assuntos que eram mais valorizados continuaram, como bioquímica, evolução. Quem se preparou com o Enem antigo, não teve problemas", avalia Edmilson Motta, coordenador do Etapa.

Confira o comentário das diferentes áreas:

Ciências da natureza e suas tecnologias

"Foi a área que teve a maior mudança, em relação ao Enem antigo, pois foi cobrado mais conteúdo. Caíram questões com conta com potência de dez, conversão de unidades, noção de grandezas. As fórmulas específicas foram dadas", diz Motta.

Na avaliação da professora Vera Lúcia da Costa Antunes, coordenadora do curso Objetivo, em física, a prova teve ótimo nível e pediu o que é fundamental, mas não foi abrangente - ou seja, não cobriu a extensão do programa.

"Biologia, física e química forneceram textos com os quais era possível responder. As três cobraram conhecimentos básicos", diz. A grande diferença para o Enem 2008, segundo ela, é que física e química nem eram abordados na prova.

O que você achou das provas do Enem divulgadas pelo MEC?
  • PF mira impressão e distribuição das provas do Enem
  • Veja qual foi o "caminho" percorrido pela prova do Enem
  • Inexperiência permitiu falha no Enem, diz Paulo Renato
  • Universidades avaliam alteração de cronograma após adiamento da prova
  • Gráfica Plural nega responsabilidade no vazamento de provas
  • Candidato do Enem 2009 deve esperar nova data; veja orientação
  • Enem 2009 é cancelado por suspeita de fraude

  • Ciências humanas e suas tecnologias

    "Geográfica cobrou bastante texto e leitura. Nove, de 23, exigiam algum conhecimento básico da matéria. Também foram cobrados gráficos e tabelas", afirma Vera. A crítica? "Os examinadores repetiram os assuntos, como tecnologia e meio ambiente."

    Segundo Vera, os professores do Objetivo também não gostaram da prova de história, porque exigiu basicamente interpretação de texto e algumas questões eram "bastante subjetivas".

    Linguagem, códigos e suas tecnologias

    De acordo com o professor de português do Anglo Vestibulares, Francisco Platão Savioli, a prova de linguagens foi balanceada. "As primeiras questões eram banais, fiquei assustado de ver, mas há uma progressão no grau de dificuldade, chegando em questões que são para 'gente grande'", diz. Como exemplo, ele cita a pergunta 29, que exige conhecimentos sobre a estética do romantismo.

    No exame, segundo Platão, predominaram interpretação e leitura de textos, e houve mais questões relativas a artes e educação física em relação aos exames anteriores. Para o professor, o que mudou no novo Enem é que, agora, as questões estão reunidas, enquanto antes elas eram alternadas com as de outras disciplinas. Para ele, as 45 perguntas são "uma expansão das questões do antigo Enem".

    Matemática e suas tecnologias

    "Acho que foi uma prova que não foi abrangente e repetiu muitos assuntos. A exigência foi pequena, mas cai muita continha", avalia o coordenador da disciplina no Objetivo, Giuseppe Nobilioni.

    Segundo ele, não é verdade que as 15 primeiras são fáceis. "Muitas das últimas são até muito fáceis. Há poucas difíceis", afirma.

    "Foi uma prova longa e repetitiva. Caíram os temas favoritos do Enem: geometria, porcentagem, análise de gráfico e tabela, análise combinatória e probabilidade.
    O Enem antigo já era relacionado a esses temas", disse Motta, do Etapa.

    Redação

    O professor de português do Objetivo, Franscisco Achcar, considerou o tema da redação bom, no entanto, criticou a coletânea de textos de apoio. "São textos banais, que se esgotam em generalidades e ignoram todos os aspectos problemáticos, sociais ou pessoais, da longevidade", comenta.

    Para o professor Platão, a proposta de redação foi acessível. "Não tenho ressalvas, os textos foram bem escolhidos e as instruções eram mais do que suficientes. É um bom instrumento para avaliar os candidatos".

    Sobre o tema, ele diz que não é possível adivinhar o que irá cair, mas acredita que não irá cair algo parecido no próximo exame: "Se eles forem inteligentes, não vão dar o mesmo tipo [de proposta]".

    Leia mais
    Confira 20 perguntas e respostas sobre o novo Enem
    Banco de Redações: treine para a redação do Enem
    Não há perspectiva de substituir primeira fase da Fuvest por novo Enem
    Conselho aprova uso do novo Enem em vestibulares de Institutos Federais
    Inglês fica de fora do novo Enem em 2009, diz MEC
    Novo Enem é ruim para avaliar a qualidade do ensino médio, diz pesquisadora
    Mapa Enem 2008: veja onde ficam as 20 melhores escolas
    No Enem 2008, 74,3% das escolas do país ficam abaixo da média nacional
    RS tem mais escolas com bom desempenho no Enem 2008; veja a situação de seu Estado
    Desempenho de escolas estaduais é prejudicado por baixo investimento, diz ministro
    Melhor do Brasil no Enem 2008 tem ensino integral e faz prova aos sábados
    Rio emplaca sete escolas entre as melhores; veja ranking por Estado



    Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

    Compartilhe:

      Receba notícias

      Sobre o Enem Revisão Testes e Simulados Banco de Redações

      Redações avaliadas por uma equipe especializada em correção de prova de vestibular e Enem

      Lição de Casa

      Shopping UOL

      Hospedagem: UOL Host