UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Últimas Notícias

04/10/2009 - 17h28

"País foi vítima de um ato de delinquência", afirma ministro da Educação

Claudia Andrade
Do UOL Notícias
Em Brasília
Após mais um dia de reunião para decidir como será o processo de aplicação do Enem, o ministro Fernando Haddad (Educação) afirmou que o vazamento da prova foi um ato de "delinquência". O Exame Nacional do Ensino Médio seria aplicado a mais de 4 milhões de estudantes do ensino médio neste fim de semana, mas foi cancelado depois da descoberta do vazamento.

Reprodução
Reprodução da capa da prova de ciências da natureza e de ciências humanas do Enem 2009 que sofreu vazamento
BAIXE A PROVA DO 1º DIA
BAIXE A PROVA DO 2º DIA
VEJA O GABARITO
"O país foi vítima de um ato de delinquência que prejudicou a vida do governo e da sociedade. Prejudicou os estudantes e as instituições de ensino", disse o ministro. "É muito lamentável que um ato de delinquência como esse coloque em risco um processo tão importante para o país".

Haddad terá uma reunião com o ministro Tarso Genro (Justiça) no início da semana para mapear o processo de aplicação do exame e solicitar a colaboração do serviço de inteligência da Polícia Federal para a segunda edição da prova. A Força Nacional de Segurança também poderá ser acionada. "Isso está sendo cogitado. Se, eventualmente, identificarmos a necessidade disso, vamos pedir".

O ministro também destacou o trabalho de investigação, que apontou três suspeitos pela violação do exame. "Era uma questão de honra chegar a essas pessoas. A Polícia Federal já ajudou muito; em praticamente 48 horas esclareceu quem foi o autor do crime. Agora vai ter que esclarecer como esses criminosos operaram. As investigações foram feitas em tempo recorde, porque era um processo que poderia demorar semanas ou até meses".

O empresário Luciano Rodrigues, o DJ Gregory Craid e Felipe Pradella estão sendo apontados como suspeitos de terem vazado a prova do Enem. Pradella seria contratado do Connasel (Consórcio Nacional de Avaliação e Seleção) para trabalhar em uma das etapas da prova.

Nova data
Nesta segunda-feira (5), representantes do MEC reúnem-se com o comitê de governança, que inclui reitores de diferentes regiões do país, reitores de instituições federais e dirigentes municipais de educação para tentar fechar o novo calendário de aplicação do Enem.

O ministro Haddad afirmou ser "impossível" realizar a prova na primeira quinzena de novembro. E prometeu divulgar a nova data até quarta-feira (7).

"Teremos duas reuniões técnicas de trabalho e outras duas de caráter político, com os reitores e com o ministro Tarso Genro, para o fechamento do calendário".

Leia mais
Confira 20 perguntas e respostas sobre o novo Enem
Banco de Redações: treine para a redação do Enem
Não há perspectiva de substituir primeira fase da Fuvest por novo Enem
Conselho aprova uso do novo Enem em vestibulares de Institutos Federais
Inglês fica de fora do novo Enem em 2009, diz MEC
Novo Enem é ruim para avaliar a qualidade do ensino médio, diz pesquisadora
Mapa Enem 2008: veja onde ficam as 20 melhores escolas
No Enem 2008, 74,3% das escolas do país ficam abaixo da média nacional
RS tem mais escolas com bom desempenho no Enem 2008; veja a situação de seu Estado
Desempenho de escolas estaduais é prejudicado por baixo investimento, diz ministro
Melhor do Brasil no Enem 2008 tem ensino integral e faz prova aos sábados
Rio emplaca sete escolas entre as melhores; veja ranking por Estado

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Compartilhe:

    Receba notícias

    Sobre o Enem Revisão Testes e Simulados Banco de Redações

    Redações avaliadas por uma equipe especializada em correção de prova de vestibular e Enem

    Lição de Casa

    Shopping UOL

    Hospedagem: UOL Host