UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Últimas Notícias

08/12/2009 - 14h59

Haddad diz que índice de abstenção no Enem está dentro da normalidade

Yara Aquino
Da Agência Brasil
O ministro da Educação, Fernando Haddad, afirmou hoje (8) que considera dentro dos padrões de normalidade o índice de abstenção de 37,7% na prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) realizada no último final de semana, já que houve um longo período entre a data de inscrição e a aplicação da prova. O percentual foi considerado recorde.

"De tudo que ouvi de especialistas da área, da Cesgranrio, do Cespe [instituições que organizam concursos públicos], é natural um aumento da abstenção quando o exame se realiza muito depois da inscrição", disse o ministro. Por causa do furto de provas do exame, o período entre a inscrição e a aplicação da prova foi de quase cinco meses.

Segundo Haddad, o grande número de estudantes que não fizeram a prova no estado de São Paulo (46,9%) contribuiu para elevar o índice nacional de abstenção. "Se excluirmos o estado de São Paulo, onde o impacto do adiamento foi mais forte, nos demais estados, a abstenção ficou em torno de 33%, 34%, que é a média de concursos públicos."

O ministro citou o Enem de 2004, quando o índice de abstenção foi de 32%, e observou: "Então, [a abstenção de 37,7%] não estaria muito fora da série histórica."

Haddad comentou também a divulgação do gabarito do Enem com erro, afirmando que se tratou de um erro de processamento, identificado e corrigido a tempo de não provocar problemas.

Perguntado se haverá renovação no Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Eduacionais Anísio Teixeira), responsável pelo Enem, o ministro respondeu apenas que vai aguardar o final das investigações sobre o furto da prova. Ele informou que tomará as providências necessárias quando receber o inquérito policial e o resultado da auditoria.

Haddad disse que o Inep está "abalado" pela ocorrência do furto e que é preciso recuperar a autoestima dos servidores.

Leia mais
Inep divulga gabarito oficial do Enem 2009 corrigido
Veja fotos dos candidatos do Enem 2009
Enem 2009: Em BH, estudantes estão ansiosos com a redação
Mais de 30 mil alunos podem ter deixado de fazer o Enem em Manaus
BA: candidatos reclamam da falta de estrutura das escolas públicas
No Rio, estudantes conseguem mandado para fazer o Enem
Enem 2009: 1º dia de provas foi mais difícil e conteudista
Confusões marcam 1º dia; MEC diz que tudo transcorreu em "absoluta tranquilidade"
Enem 2009: Confira a correção do primeiro dia de provas
Salvador: candidata perde Enem para vacinar filho contra meningite
BH: candidatos reclamam de tumulto
DF: manifestantes pedem apoio a movimento contra Arruda
Alagamento impede que estudantes façam o Enem no Espírito Santo
SP: Candidata desce do salto, corre sem sandália, e chega atrasada
No Rio, 16 não conseguem entrar por causa de documentação
Em BH, estudantes atrasados arrombam portão; polícia intervém
Candidatos temem cansaço de dois dias de prova
Enem 2009 é cancelado por suspeita de fraude

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Compartilhe:

    Receba notícias

    Sobre o Enem Revisão Testes e Simulados Banco de Redações

    Redações avaliadas por uma equipe especializada em correção de prova de vestibular e Enem

    Lição de Casa

    Shopping UOL

    Hospedagem: UOL Host