Hidrografia: As principais bacias hidrográficas do Brasil

Claudio Mendonça

Num mundo em que a escassez de água será problema cada vez mais grave, o Brasil é um país privilegiado, por concentrar cerca de 12% das águas do planeta. Apesar disso, o Brasil acumula vários problemas pelo mal aproveitamento e pela execução de grandes usinas hidrelétricas, pela ocupação dos mananciais e pela poluição. Os rios de grandes cidades e os que atravessam importantes áreas agrícolas recebem os dejetos orgânicos e químicos (agrotóxicos) sem tratamento prévio. Poluição e morte têm sido o destino de importantes rios e poucas ações foram colocadas em prática para reverter este processo.

O Brasil possui, também, um dos mais elevados potenciais (capacidade) de geração de energia elétrica a partir da água. No entanto, metade deste potencial está situada na Amazônia distante dos grandes centros de consumo. As águas estão distribuídas irregularmente no território brasileiro e, próximo aos grandes centros econômicos e aglomerados populacionais, esse potencial está aproveitado praticamente em seu limite. Observe o quadro:

REGIÕES DISPONIBILIDADE DE RECURSOS HÍDRICOS (%) POPULAÇÃO (%)
Norte 70% 7,6%
Centro-Oeste 15% 6,8%
Sudeste 6% 42,7%
Sul 6% 14,8%
Nordeste 3% 28,1%
  • Fonte: IBGE (censo 2000) ANA (Agência Nacional das Águas - 2004)

Quatro bacias hidrográficas principais cobrem mais de 80% da superfície do território brasileiro: Amazônica, Tocantins, Platina (Paraná, Paraguai e Uruguai) e São Francisco.

Clique no mapa abaixo para ter mais informações sobre cada uma dessas bacias

bacia amazonica bacia do Tocantins bacia do são francisco Bacia Platina

 

Claudio Mendonça é professor do Colégio Stockler e autor de Geografia Geral e do Brasil (Ensino Médio) e Território e Sociedade no Mundo Globalizado (Ensino Médio)



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos