Regência verbal: Conheça a regência de alguns verbos

Jorge Viana de Moraes, Especial para a Página 3 Pedagogia & Comunicação

Atualizado 08/09/2011, às 8h04.

Como já dissemos na aula sobre Regência nominal, regência é, em gramática tradicional, a relação sintática que se estabelece entre um termo regente ou subordinante (que exige outro) e o termo regido ou subordinado (termo regido pelo primeiro). Nesse sentido, quando o termo regente é um verbo, a regência é verbal; quando é um nome, a regência é nominal.
 

Regência e uso

O conhecimento da regência correta (em acordo com a gramática normativa, ou seja, a gramática que prescreve o que deve e o que não se deve usar na língua) de cada verbo e de cada nome é função do uso. Ou seja, cada falante conhece a regência dos verbos e dos nomes que fazem parte de seu repertório usual.

Sabe-se, portanto, que o falante pode desconhecer certas regências, que estão de acordo com a norma-padrão, pelo fato de elas não fazerem parte de sua performance linguística. Isso acarretará em certos usos condenados pela prescrição das gramáticas normativas.
 

Regência verbal

A regência verbal estuda a relação correta (no sentido prescritivo) que se estabelece entre o verbo (termo regente) e seu complemento ou seu adjunto (termo regido).
 

      
Isto pertence a todos
  termo regente termo regido

Agradar

a) No sentido de fazer carinho, empregamos o verbo "agradar" como transitivo direto.
 

A mulher agradava o filhinho.
  V.T.D objeto direto

b) No sentido de contentar, satisfazer o empregamos como transitivo indireto (exige-se objeto indireto com a preposição a).
 

O desempenho do time agradou ao técnico.
  V.T.I objeto indireto

Aspirar

a) No sentido de respirar, sorver (perfume, ar), empregamos o verbo "aspirar" como transitivo direto.
 

Ele aspirou um gás venenoso.
  V.T.D objeto direto

b) No sentido de pretender/ desejar, o empregamos como transitivo indireto (exige-se objeto indireto com a preposição a).
 

Os jovens aspiram ao sucesso profissional.
  V.T.I objeto indireto

  • Observação:
    O verbo aspirar não aceita os pronomes lhe, lhes como objeto indireto, por isso devemos substituí-los por a ele, a ela, a eles, a elas.

    Assistir
    a) No sentido de ver, empregamos o verbo "assistir" como transitivo indireto (exige-se objeto indireto com a preposição a).

    Todos assistiram ao jogo da seleção.
      V.T.I objeto indireto
  • Observação:
    Usado nesse sentido, "assistir" não aceita lhe, lhes, como objeto indireto; por isso, quando necessário, deveremos trocá-lo por a ele, a ela, a eles, a elas.
    Ex.: Você assistiu ao jogo? Sim, eu assisti a ele.

    b) No sentido de socorrer, ajudar, o verbo "assistir" é empregado como transitivo direto.

    O médico assistiu o doente.
      V.T.D objeto direto


    O secretário de transportes não assistirá o prefeito na greve de ônibus da cidade.
      V.T.D objeto direto  
  • Observação:
    Usado no sentido de "socorrer", "aplicar curativo em", segundo algumas gramáticas, admite-se também a construção com objeto indireto: "O médico assiste o doente" ou "O médico assiste ao doente".

    Regência de alguns verbos

    (Com algumas modificações, a presente tabela fora extraída do livro Língua Portuguesa: noções básicas para cursos superiores, de Maria. Margarida de Andrade e Antônio Henriques, São Paulo: Atlas Editora, 1991.)
  • 1. Verbos com variação de regência e sem variação de significado

    Verbos - exemplos sentido regência
    Casar
    "Vai casar?" ( Machado de Assis)
    desposar
    unir-se
    ligar-se
    harmonizar-se
    intransitivo
    "...minha ideia é que os homens deviam casar com senhoras viúvas." (Machado de Assis) idem transitivo indireto
    "Titia não quer casar antes dos vinte." (Machado de Assis) idem transitivo indireto
    "...o seu temperamento casava-se bem à vertigem das cargas..." (Euclides da Cunha ) idem transitivo direto e indireto
    Esquecer
    "Mas a mãe nunca pudera esquecer a tribo , e chorava." (Cecília Meireles)
    perder a lembrança
    abandonar
    deixar relegar
    transitivo direto
    "Seja franco, doutor, tenho ou não tenho razão de me esquecer de que me lembro das coisas?" (Leon Eliachar - humorista ) idem transitivo direto e indireto
    Obs.: Vale o mesmo para os verbos recordar e lembrar. Estamos assinalando apenas os casos de regência mais comuns.
    Informar
    "Informa-os do andamento dos trabalhos..." (Euclides da Cunha)
    comunicar avisar noticiar transitivo direto e indireto
    "Lamento informar-lhe, doutor , que agora só consigo dormir no seu divã." (Leon Eliachar - humorista ) idem transitivo direto e indireto
    Obs.: Vale o mesmo para os verbos certificar e cientificar.
    Perdoar
    "Se perdoou ao filho foi por causa do padre." ( Machado de Assis)
    absolver desculpar escusar transitivo indireto
    Deus perdoa os pecados. idem transitivo direto
    "Você me perdoa a falta de palavra." (Pedro Calmon) idem transitivo direto e indireto
    Obs.: Vale o mesmo para o verbo pagar. Perdoar tem voz passiva.
    Responder
    "Interrompo o diálogo na fazenda para responder ao bilhete que acabo de receber ..." (Carlos Drummond de Andrade)
    corresponder comunicar-se transitivo indireto
    "Não sabia respondê-los." (Euclides da Cunha ) idem transitivo direto
  • 2. Verbos com variação de regência e significado.

    Verbos - exemplos sentido regência
    Aspirar
    "A felicidade perfeita a que aspirei..." (Graciliano Ramos)
    desejar
    querer
    anelar
    pretender
    transitivo indireto
    "Aspirou seu indescritível odor de Tempo e História ." (Érico Veríssimo) respirar
    inalar
    cheirar
    sorver
    transitivo direto
    “Na manhã sadia, o homem de barbas poentas, entronado na carrocinha, aspirou forte.” (João Alphonsus) soprar intransitivo
    Assistir
    “Assistimos ao final do jantar (mineiros e precavidos, já tínhamos jantado).” (C.D.A.)
    presenciar
    ver
    transitivo indireto
    “sendo enviado a Carlos V, que então assistia em Bruxelas...” (M. Bernardes) morar
    residir
    intransitivo
    “Somente minha mão assiste o filho enfermo.” (Josué Montello) socorrer
    ajudar
    atender
    assessorar
    transitivo direto
    “Leonor assistiu-lhe na enfermidade...” (Camilo) idem transitivo indireto
    “Ao dono da loja assiste razão de gabar-se...” (C.D.A.) competir
    caber
    transitivo indireto
    Atender
    “As mucamas faziam prodígios, atendendo a um e a outro.” (Coelho Neto)
    servir transitivo indireto
    O juiz não atendeu o pedido. deferir
    aceitar
    transitivo direto
    Custar
    “Não custava nada levá-lo.” (Fernando Sabino)
    valer
    importar
    transitivo direto
    Custa-me dizer que acendeu um cigarro.” (Machado de Assis) ser penoso
    ser difícil
    transitivo indireto
    Declinar
    “Eram dadas cinco da tarde, a calma declinava...” (Almeida Garrett)
    baixar
    desaparecer
    pôr-se
    intransitivo
    “Eleito governador, ao volver da campanha, em 1834, declinou da honra...” (Rui Barbosa) recusar transitivo indireto
    “O Latim, declinando tanto, só podia acabar.” (Dirceu – humorista) flexionar intransitivo
    "E declinando o seu nome , apertou pela primeira vez a mão do diretor ..." (Josué Montello) dizer
    relatar
    referir
    transitivo direto
    Deparar
    "E foi quando surpreendidos deparamos com a mesa." (Clarice Lispector)
    encontrar
    ver
    cruzar
    transitivo indireto
    Não deparou solução ao problema. idem transitivo direto e indireto
    Depararam-se várias oportunidades de fuga ao preso. oferece
    aparecer
    transitivo indireto
    Obs.: Não se diz: deparar- se com.
    Entender
    Entendi o raciocínio.
    compreender
    captar
    transitivo direto
    Entende de algebra. estar a par
    conhecer
    transitivo indireto
    Entende-se bem com a esposa. comunicar-se
    concordar
    harmonizar-se
    transitivo direto e indireto
    Gostar
    "De quem você gosta mais, do papai ou da mamãe?" (Fernando Sabino)
    apreciar
    amar
    ter afeto
    transitivo indireto
    Repeli o vinho depois que o gostei. experimentar
    provar
    transitivo direto
    Precisar
    "Precisa-se de secretária. Pega-se bem. Perdão, paga-se bem." (Leon Eliachar)
    necessitar
    carecer
    transitivo indireto
    Convém precisar os fatos. esclarecer
    especificar
    determinar
    transitivo direto
    Proceder
    "...procedeu, no ponto de vista em que se colocava, com uma lógica cruel." (Machado de Assis)
    comportar-se
    agir
    intransitivo

    "procedeu-se a eleições gerais no país."(Afonso Celso )

    convocar
    marcar
    estabelecer
    transitivo indireto
    A água procede da montanha. origina-se
    vir de
    intransitivo
    O argumento não procede. valer
    ter base
    ter fundamento
    intransitivo
    Querer
    "As crianças querem mimo." (Caldas Aulete)
    desejar
    aspirar a
    transitivo direto
    "Querendo com amor ao idioma ..." (Rui Barbosa) amar
    ter afeto
    gostar
    prezar
    transitivo indireto
    Visar
    "...visamos ao mesmo norte ." (Machado de Assis)
    almejar
    pretender
    querer
    transitivo indireto
    O soldado visou o alvo. mirar
    apontar
    transitivo direto
    O gerente visou o cheque. assinar
    dar o visto
    transitivo direto
  • 3. Outros verbos

    Verbos - exemplos sentido regência
    Namorar
    "Todos os dias, à tarde, eu vou namorar o carneiro." (Viriato Corrêa)
    ter afeto gostar amar transitivo direto
    Ela namora muito. idem intransitivo
    Obs.: Namorar com alguém é forma incorreta, segundo a norma padrão.
    Preferir
    "Capitu preferiu tudo ao seminário." (Machado de Assis)
    ter predileção escolher transitivo direto e indireto
    Obs.: Não se diz preferir mais alguma coisa do que outra. Preferir mais é redundância; o do que explica-se pela analogia com o verbo gostar.
    Simpatizar
    "Sempre tive a impressão de que, por algum motivo imperdoável, ela não simpatizava comigo." (Rubem Braga)
    ter afeto
    gostar
    amar
    transitivo indireto
    Obs.: Na norma padrão seria incorreto dizer: simpatizar- se com.
  •  

    Jorge Viana de Moraes, Especial para a Página 3 Pedagogia & Comunicação é mestre em Letras pela Universidade de São Paulo. Atua como professor em cursos de graduação e pós-graduação na área de Letras.

    

    Shopping UOL

    UOL Cursos Online

    Todos os cursos