Melhor nota no Enem 2010, colégio carioca investe em "fundamental forte e com disciplina"

Fabíola Ortiz
Especial para UOL
No Rio de Janeiro

Uma escola tradicional, só para meninos e com aulas em período integral -- esse é o Colégio de São Bento, que obteve a melhor nota no Enem 2010 por escola. Não é a primeira vez que a instituição fica no topo da classificação. Apesar da lista de características que chamam atenção à primeira vista, o coordenador do ensino médio, Pedro Araújo, prefere atribuir o bom resultado ao investimento "num ensino fundamental bom e forte com disciplina, bons professores, condições dos professores de trabalhar, condições para o aluno e infraestrutura".

Veja fotos do Colégio
Veja Álbum de fotos

Como outras escolas que figuram entre as melhores, segundo a média total do Enem por escola, o público é seleto -- há exame para admissão na instituição. Existe, ainda, outra peneira: a mensalidade varia de  R$1.900 a R$2.100 e não há programas de bolsa de estudos para ingressantes.

COLÉGIO DE SÃO BENTO

REDE Particular
MÉDIA TOTAL 761,7
POSIÇÃO NO RANKING GERAL
TAXA DE PARTICIPAÇÃO 100

Para a supervisora pedagógica Marie Elisa Penna Firma Pedrosa, há um ingrediente fundamental para o sucesso das turmas: "Não adianta só um esforço acadêmico se eles não encontram um ambiente de acolhimento apropriado”. Localizado na região central do Rio de Janeiro, o colégio é espaçoso, tem instalações confortáveis e fica no alto de um morro com vista para a Baía de Guanabara. O relacionamento entre alunos, funcionários e professores é amistoso.

Os ex-alunos do 3º ano, aqueles que fizeram o Enem 2010, parecem ter usufruído do bom clima incentivado pela escola. “Eu ficava mais aqui no colégio que em casa. Vinha feliz estudar no São Bento e ainda estudava com os meus melhores amigos que são para a vida inteira”, contou Francisco Peixoto, 18, ex-aluno do São Bento e calouro  no curso de direito da Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro).

Período integral e formação humanística

Com turmas entre 30 e 35 alunos, a rotina dos estudantes é pesada: são nove tempos de aula de 50 minutos quase todos os dias. De segunda à quinta-feira, as aulas vão de 7h30 às 16h, já às sextas-feiras, o período encerra mais cedo às 13h, pois aos sábados sempre são marcadas as provas, de 7h30 às 11h20.

O projeto político pedagógico da escola deixa claro que a instituição valoriza a formação humanística e cristã -- o Colégio de São Bento se identifica "como espaço de formação de homem integral que comporta as dimensões intelectual, social e transcendental". O ensino religioso é obrigatório em toda a educação básica, do 1º ano do fundamental até o 3º do ensino médio, com uma carga horária que varia de uma a duas horas por semana.

Para Henrique Rondinelli, ex-aluno do ensino médio, a escola os prepara "para a vida": "Temos uma formação humanística de sociologia, filosofia, ensino de três línguas, inglês, francês e espanhol. Saímos bem preparados daqui". Segundo ele, os estudos não tinham a aprovação no vestibular como objetivo final. "O conhecimento vai além do vestibular; nunca vão tomar o conhecimento que adquirimos", disse.

“É um trabalho conjunto desde que o aluno entra na escola, é um projeto pedagógico que começa desde que a família faz a opção de trazer a criança para cá. Esse resultado mostra que é um trabalho que funciona e que dá certo”, disse a supervisora Marie Elisa.

‘Difícil é escolher qual curso’

No São Bento, o índice de aprovação no ensino superior é geral, 100%. A escola teve neste ano 92% de aprovação dos alunos nas universidades públicas. “Os alunos passam muito bem em várias universidades, o difícil é escolher”, admitiu o coordenador. Mais da metade dos alunos acabam optando por cursos de engenharia, 30% direciona para o direito e uma minoria segue para medicina e economia, segundo a direção da escola.



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos