Cineasta japonês

Akira Kurosawa

23/3/1910, Tóquio, Japão<br> 6/9/1998, Tóquio, Japão​





Autor Da Página 3 Pedagogia & Comunicação




  • [creditofoto]

    Todos os filmes dirigidos por Akira Kurosawa se tornaram clássicos do cinema

    Todos os filmes dirigidos por Akira Kurosawa se tornaram clássicos do cinema

Considerado um dos maiores cineastas do Japão, Kurosawa era o filho mais novo entre sete irmãos. Começou a trabalhar como pintor comercial e ilustrador. Em 1936, respondendo a um anúncio de jornal que recrutava aprendizes para trabalhar em cinema, ingressou no estúdio de Kajiro Yamamoto, um conhecido diretor japonês. Durante cinco anos colaborou como roteirista e diretor nos filmes de Yamamoto.

Kurosawa estreou no cinema em 1943, com o filme "Sugata Sanshiro", que incluía uma complexa seqüência de lutas marciais. No fim da década de 1940, passou a realizar os filmes que o tornaram um dos cineastas mais respeitados da história do cinema. Mestre dos filmes históricos de samurai, realizou obras como "Os Homens que Pisaram na Cauda do Tigre" , "Rashomon", que recebeu o Leão de Ouro no festival de Veneza, "Os Sete Samurais" e "Trono Manchado de Sangue".

Após passar por um período de dificuldades pessoais e profissionais, realizou "Dodeskaden", um filme marcado por enorme pessimismo. Pouco depois, tentou o suicídio. Recuperou-se, porém, e sua carreira retomou novo impulso em 1975, com o lançamento de "Dersu Uzala". O filme, uma co-produção com a União Soviética, recebeu o Oscar de melhor filme estrangeiro. Kurosawa renovou seu prestígio e passou a contar com novos recursos e o apoio de cineastas como Francis Ford Coppola e Martin Scorcese.

Akira Kurosawa deixou sua marca no cinema por uma tocante humanidade, caracterizada pela paixão pela cultura japonesa, pela intensa plasticidade e pelo perfeccionismo com que dirigia os atores.

"Kagemusha, a Sombra do Samurai", lançado em 1980, obteve grande sucesso, recebendo a Palma de Ouro no Festival de Cannes. Em 1985 estreou o filme considerado a obra prima de Akira Kurosawa, "Ran", inspirado na obra Rei Lear, de William Shakespeare. Com este filme obteve vários prêmios, entre eles a Palma de Ouro em Cannes e o César de Melhor Filme Estrangeiro.

Lançou em 1990 "Sonhos" e no ano seguinte "Rapsódia em Agosto". O último filme dirigido por Kurosawa foi "Depois da Chuva", concluído postumamente por seu discípulo Takashi Koizumi. O mestre morreu aos 88 anos.

UOL Cursos Online

Todos os cursos