Topo

Biografias

Alija Izetbegovic Presidente da Bósnia-Herzegovina

Do Klick Educação

17/08/2015 20h58

Membro destacado da maioria muçulmana da Bósnia, embora de formação leiga, Izetbegovic, advogado, opusera-se ao regime comunista da antiga Iugoslávia, causando suas diversas prisões, a última entre 1983 e 1988. Aproveitou a queda do Estado iugoslavo para fundar o partido muçulmano Ação Democrática (PAD), chegou à presidência nas primeiras eleições livres, em 1990, e declarou sua independência em 1992. O país mergulhou numa profunda crise, provocada pela minoria sérvia da Bósnia que, apoiada por Belgrado e sob a liderança de Radovan Karadzic, pretendia estabelecer a Grande Sérvia, iniciando a guerra contra muçulmanos e croatas. Diante dos planos de partilha do Estado bósnio, Izetbegovic impôs sua idéia de três estados separados (um bósnio-muçulmano, um sérvio e um croata), integrados em igualdade de direitos numa república federal leiga e democrática. No tratado de paz de Dayton (1995), fez prevalecer seu critério de modo formal, mas após a guerra apoiou a formação de territórios separados, etnicamente definidos como bósnio-muçulmano, sérvio e croata. Izetbegovic ganhou as eleições presidenciais de 1996 e, como representante do grupo majoritário, presidiu um conselho formado pelos representantes de diversas nacionalidades, incapazes de cooperar devido às profundas diferenças étnicas e políticas que as separam.