PUBLICIDADE
Topo

Boris Leonidovich Pasternak Escritor russo

10-2-1890, Moscou

30-5-1969, Peredelkino (perto de Moscou)

Do Klick Educação

17/08/2015 20h58

Alcançou a fama mundial em 1957 com a publicação do romance Doutor Jivago, em que trabalhara durante mais de uma década. Com edição proibida na União Soviética, o livro foi editado em italiano. Pasternak oferece ali uma imagem da Rússia pós-revolucionária, ao mesmo tempo que narra a vida de um homem para quem a independência espiritual é mais importante do que todo o resto. Pasternak, que trocou os estudos de Música pela Filosofia, escreveu seus primeiros versos em 1914 (Um Gêmeo nas Nuvens) e transformou-se em autor lírico da corrente futurista. Suas obras seguintes (entre as quais, A Minha Irmã Vida, 1922) estão carregadas de um estilo próprio, caracterizado por formas lingüísticas surrealistas, pela construção sintática agressiva e por metáforas ousadas. Com sua obra, pretendia atingir uma realidade poética própria, não submetida aos cânones do realismo socialista. Isso contribuiu para seu conflito com o stalinismo, tendo sido impedido de continuar sua publicação de poesia a partir de 1936. Devido à pressão das autoridades soviéticas, em 1958 devolveu o Prêmio Nobel de Literatura com que tinha sido agraciado. Um ano depois de sua morte, foi reabilitado politicamente como poeta, mas o romance Doutor Jivago só foi publicado na URSS em 1988.