PUBLICIDADE
Topo

Ciro dos Anjos Escritor brasileiro

5 de outubro de 1906, Montes Claros, MG (Brasil)

4 de agosto de 1994, Rio de Janeiro, RJ (Brasil)

Da Página 3 Pedagogia & Comunicação

23/06/2009 19h49

Ciro Versiani dos Anjos trabalhou como funcionário público e colaborou nos jornais de Belo Horizonte (MG).

Em 1933, como redator de A Tribuna, escreveu uma série de crônicas que seriam o germe do seu mais famoso romance, O Amanuense Belmiro (1937), de análise psicológica, na linha machadiana, explorando a vida de um funcionário público da capital mineira.

Seu segundo romance, Abdias, é de 1945.

A convite do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, Ciro dos Anjos regeu, em 1952, a cadeira de estudos brasileiros na Universidade do México e, em 1953, na Universidade de Lisboa.

Em 1954, publicou o ensaio A criação literária; e, em 1956, o romance Montanha.

Em 1963, reeditou Explorações no tempo, livro de crônicas já anteriormente reunidas em edição menor e fora do comércio. Lançou, em 1964, a coletânea Poemas coronários.

Ciro dos Anjos foi membro da Academia Brasileira de Letras.
 

Enciclopédia Mirador Internacional