PUBLICIDADE
Topo

Claude Debussy Compositor francês

22-8-1862, Saint-Germain-en-Laye

25-3-1918, Paris

Do Klick Educação

17/08/2015 20h58

A influência de Debussy na música do século 20 é de uma importância fundamental; a ele se deve o fato de Paris se ter convertido novamente no centro da música internacional. Durante sua formação musical, Debussy trabalhou como principal compositor e pianista da baronesa Von Moeck e acompanhou sua família em numerosas viagens pela Europa; na Itália conheceu Richard Wagner, que teve uma influência importante na sua carreira, embora Debussy se afastasse claramente do músico alemão em suas composições. O novo estilo introduzido por Debussy, conhecido como "impressionismo" na história da música, caracteriza-se principalmente por uma gama de timbres rica e diferenciada, por sua estrutura formal, pela negação da harmonia tradicional e pelo desenvolvimento de uma nova gama de leitmotivs. Protótipo do referido estilo, e uma das obras mais conhecidas de Debussy, é a peça orquestral Prélude à l'après-midi d'un faune (1892-1894). A obra de Debussy pode se subdividir em três fases. A primeira (até 1902, aproximadamente) caracteriza-se pelo confronto com a música de Wagner e dos compositores franceses e russos contemporâneos: inclui as cantatas L'enfant prodigue (com a qual obteve o Prêmio de Roma em 1894) e La demoiselle élue (1887-1888) e culmina com Pélleas et Mélisande, a única ópera de Debussy (1902). Até 1898, uma profunda amizade uniu Debussy a Gabrielle Dupont, que o influenciou em suas composições, especialmente Pélleas et Mélisande. A fase intermediária está impregnada de experimentações de timbres e do desenvolvimento de técnicas tonais, como nas obras orquestrais L'isle joyeuse (1904), images I & II (1905-1908) e Prélude I & II (1909-1913). Nessa época (1908), casou-se com Claude Emma, mãe de seu único filho. A terceira fase abarca os últimos anos de vida de Debussy, nos quais sofreu de uma grave doença. Compôs naquela época o mistério musical O Martírio de São Sebastião (1911), o balé Jeux (1913) e as adaptações musicais Trois poèmes de St. Mallarmé (1913).