Topo

Biografias


Diego Maradona Jogador de futebol argentino

30/10/1960, Buenos Aires, Argentina

Página 3 Pedagogia & Comunicação

21/08/2005 12h23

Considerado um dos melhores jogadores de todos os tempos, Diego Armando Maradona nasceu em Villa Fiorito, subúrbio de Buenos Aires. Filho de um operário, começou a jogar futebol aos nove anos num time infantil, Los Cebollitas.

Aos 15 anos, foi para o Argentino Juniors, um time de primeira divisão. Um ano depois foi convocado para jogar na seleção nacional, onde era chamado de "el pibe de oro" ("o garoto de ouro").

Em 1979 Maradona foi o capitão do time que ganhou o campeonato mundial sub-21. Em 1980, foi vendido ao Boca Juniors e dois anos mais tarde ao Barcelona, da Espanha. Decepcionou no mundial da Espanha 1982, quando foi expulso num jogo contra o Brasil.

Em 1984 foi contratado pelo Nápoli da Itália e conquistou dois campeonatos italianos, em 1986/87 e 1989/90, além da Copa Itália (1987), da Copa Uefa (1989) e da Supercopa Italiana (1990). No mundial do México 1986 ele conduziu a vitória da seleção argentina contra a Alemanha. Nessa copa, Maradona marcou o "gol do século", após driblar 10 jogadores ingleses.

Na Copa de 1990, levou a Argentina à final, mas o time teve que se contentar com o segundo lugar, perdendo contra a Alemanha. O problema de Maradona com as drogas veio a público em 1991, quando foi expulso do Nápoli após falhar em um teste anti-doping. Maradona voltou à Espanha, jogando pelo Sevilha e depois à Argentina para jogar pelo Newell's Old Boys.

Na Copa de 1994, quando o teste anti-doping detectou que ele havia utilizado "ephedrina", a FIFA o proibiu de jogar por um ano. A seleção argentina acabou derrotada nas oitavas-de-final pela Romênia. Depois da suspensão, Maradona voltou ao Boca Juniors, onde jogou até 1997. Aos 37 anos se retirou definitivamente dos campos de futebol. No ano 2000 esteve em uma clínica de recuperação em Cuba, onde decidiu escrever sua autobiografia, "Yo soy el Diego". Nesse mesmo ano, foi eleito o melhor atleta do século em uma votação de internet promovida pela FIFA.

No dia 10 de novembro de 2001, foi aclamado pela torcida Argentina em uma partida junto com os craques atuais. Em sua carreira, participou de 692 jogos oficiais, fez 353 gols e conquistou 10 títulos: Copa do Mundo Sub-21 (1979); Boca Juniors (1981); Barcelona (Copa do Rei, 1983); Copa do Mundo no México (1986); Nápoli (1987); Copa Itália (1987); Copa UEFA (1989); Nápoli (1990); Supercopa Italiana (1991); Copa A. Franchi (1993).