Topo

Biografias


Dom Geraldo Majella Agnelo Cardeal brasileiro

Da Página 3 Pedagogia & Comunicação

2007-09-13T07:53:00

13/09/2007 07h53

Dom Geraldo Majella Agnello nasceu em Juiz de Fora, em Minas Gerais, em 1933. Foi ordenado sacerdote em 1957, em São Paulo, onde trabalhou por dez anos.

Em 1967, Geraldo Agnelo foi para Roma, onde cursou doutorado em Teologia, com ênfase em Liturgia. De volta ao Brasil, em 1970, foi nomeado coordenador de pastoral da Arquidiocese de São Paulo.

Em 1978, Dom Geraldo foi nomeado bispo da Diocese de Toledo, no Paraná, onde atuou até 1983. Em seguida tornou-se arcebispo da Arquidiocese de Londrina.

Dom Geraldo foi responsável pela fundação da Pastoral da Criança e criou o Jornal da Comunidade, veículo de comunicação impressa oficial da Arquidiocese de Londrina.

Em 1991 foi convidado para assumir o cargo de secretário da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, no Vaticano. Três anos depois, foi nomeado membro da Pontifícia Comissão para a América Latina.

Em 1995, o papa o nomeou membro do Comitê Central do Grande Jubileu do Ano 2000 e presidente da Comissão de Liturgia do mesmo comitê. Em 1997, foi membro do Pontifício Comitê dos Congressos Eucarísticos Internacionais.

O anúncio da nomeação de dom Geraldo Majella Agnello como arcebispo primaz de Salvador e primaz do Brasil foi feito em janeiro de 1999, pelo papa João Paulo 2º. Dois anos depois, dom Geraldo foi nomeado cardeal.

Dom Geraldo foi eleito presidente da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) em 2003. Participou também, em 2005, do conclave que elegeu o papa Bento 16, o cardeal alemão Joseph Ratzinger.