Bandeirante paulista

Fernão Dias Paes Leme

Data incerta, provavelmente em 1608, Vila de S.Paulo de Piratininga (SP)<br>Data incerta, 1681, Arraial de Sumidouro, perto de Sabará (MG).​





Autor Da Página 3 Pedagogia & Comunicação




  • Domínio público

Descendente dos primeiros povoadores da capitania de São Vicente, Fernão Dias Paes Leme participou do desbravamento dos sertões que hoje constituem os estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Integrou a famosa Bandeira de Raposo Tavares em 1638.

Em 1640 participou da expedição que expulsou os holandeses das vilas do litoral, ameaçando desembarcar em São Vicente. Exerceu várias funções na câmara de São Paulo e em 1650 administrou a construção do Mosteiro de São Bento, sendo eleito juiz ordinário no ano seguinte.

Em 1653 promoveu uma reconciliação entre paulistas e jesuítas, mas em 1661 empreendeu novas expedições em busca de escravos indígenas. Retornou em 1665 com mais de 4 mil índios, mas, sem conseguir vendê-los, passou a administrá-los numa aldeia às margens do Rio Tietê.

Em 1671 recebeu ordens do governador Afonso Furtado de Castro para penetrar no sertão em busca das esmeraldas da serra de Sabarabuçu. À sua frente foram Bartolomeu da Cunha Gago e Matias Cardoso de Almeida, com a missão de plantar roças de mantimentos.

A bandeira das esmeraldas partiu de São Paulo em 1674, quando Fernão Dias já estava com 66 anos. Faziam parte dela 600 homens - a maioria índios - seu genro, Borba Gato, e os filhos Garcia Rodrigues Paes e José Dias Paes (que conspirou contra o pai, e foi enforcado por ele, a título de exemplo).

Durante sete anos, o bandeirante explorou o território das Minas Gerais, a partir das cabeceiras do rio das Velhas, seguindo rumo ao norte até a zona do Serro Frio, onde havia o ouro, logo depois descoberto pelos paulistas.

Não descobriu as esmeraldas, pois as pedras verdes que encontrou eram, como as anteriores, turmalinas. Mesmo assim Fernão Dias Paes Leme ficou conhecido como "o Caçador de Esmeraldas".Vitimado pela malária, morreu no arraial de Sumidouro, próximo a Sabará, nas Minas Gerais Seus ossos foram sepultados no Mosteiro de São Bento em São Paulo.

UOL Cursos Online

Todos os cursos