PUBLICIDADE
Topo

Giacomo Albanese Matemático italiano

11 de julho de 1890, Geraci Siculo, Palermo (Itália)

8 de junho de 1947, São Paulo (Brasil)

Da Página 3 Pedagogia & Comunicação

15/04/2009 02h47

Giacomo Albanese iniciou seus estudos no Instituto Físico-Matemático de Palermo, onde se diplomou em 1909. A seguir, de outubro de 1909 a julho de 1913, estudou na Escola Normal Superior da Real Universidade de Pisa. Doutorou-se em 1913 com distinção, louvor e recomendação de publicação da tese, recebendo, na mesma época, o prêmio Ulisse Dini.

Albanese habilitou-se, em 1914, para o ensino da matemática, apresentando um novo trabalho. Obtém, nesse ano, o prêmio Pia Eredità Lavagna.

De 1913 a 1930 foi assistente de análise infinitesimal na cadeira regida pelo matemático italiano Ulisse Dini (1845-1918), na Real Universidade de Pisa.

De outubro a dezembro de 1920, foi assistente do geômetra italiano Francesco Severi, então catedrático de geometria analítica na Real Universidade de Pádua. Em dezembro desse ano é nomeado professor extraordinário de análise algébrica, na Real Academia Naval de Livorno. Em novembro de 1922 passou a professor extraordinário estável, recebendo, nesse mesmo ano, o prêmio Torelli.

Em novembro de 1923 foi nomeado professor ordinário, tendo, no mesmo ano, obtido a livre docência na Real Universidade de Pisa, na cadeira de geometria projetiva, analítica e descritiva.
 

No Brasil

Convidado para a Faculdade de Filosofia da Universidade de São Paulo, aí passou a reger, em 1936, a cadeira de geometria, até abril de 1942, quando, devido à situação internacional, decorrente da 2ª Guerra Mundial, voltou a Pisa.

De 1939 até 1942, regeu, também, a cadeira de geometria analítica e projetiva da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo.

Em 1946, retornou ao Brasil para reger, por convite especial, a cadeira que deixara em 1942, na Escola Politécnica.

Albanese pertencia a muitas sociedades científicas estrangeiras e nacionais, entre as quais a Academia Brasileira de Ciências e a Sociedade de Matemática de São Paulo, da qual foi primeiro sócio honorário.

Pelo elenco das principais obras de Albanese, vê-se que ele ocupou uma posição de relevo na escola dos grandes geômetras italianos que, durante muito tempo, enriqueceram a geometria algébrica clássica, trazendo contribuições notáveis e profundas.

Entre as pesquisas de Albanese, merece destaque especial a relativa ao problema de singularidade das variedades algébricas, que, resolvido para as superfícies por método original, figura ainda na literatura matemática com o nome de "método de Albanese".
 

Enciclopédia Mirador Internacional; Oxford Dictionary of Scientists