PUBLICIDADE
Topo

Gonçalves Crespo Poeta brasileiro

11 de março de 1846, Rio de Janeiro, RJ (Brasil)

11 de junho de 1883, Lisboa (Portugal)

Da Página 3 Pedagogia & Comunicação

17/09/2009 11h49

Nascido no Rio de Janeiro, Antônio Cândido Gonçalves Crespo mudou-se com a família para Portugal quando tinha catorze anos, lá permanecendo até sua morte. Formado em Direito pela Universidade de Coimbra, participou ativamente da vida social portuguesa como poeta, declamador e deputado.

A presença de Gonçalves Crespo na história da literatura brasileira se deve ao fato de seu primeiro livro, Miniaturas (1870), incluir-se entre nossas primeiras e mais influentes manifestações parnasianas. Nessa obra, certo tom narrativo ampara a emoção poética, objetivando-a através de variados pormenores descritivos.

Crespo enquadra-se na poesia realista exatamente por sua preocupação em retratar aspectos da vida cotidiana e doméstica. Sua obra, contudo, é irregular, manifestando influências nitidamente românticas, inclusive de Casimiro de Abreu.

Em poemas posteriores, Gonçalves Crespo continuará na mesma linha do livro de estreia, permanecendo, assim, como um escritor que apontou rumos e prenunciou a estética parnasiana.

Gonçalves Crespo foi casado com a escritora portuguesa Maria Amália Vaz de Carvalho.
 

Pequeno Dicionário de Literatura Brasileira