PUBLICIDADE
Topo

Heinrich Robert Hermann Koch Médico e bacteriologista alemão

11 de dezembro de 1843, Klausthal-Zellerfeld (Alemanha)

27 de maio de 1910, Baden-Baden (Alemanha)

Da Página 3 Pedagogia & Comunicação

31/03/2009 21h37

Heinrich Robert Hermann Koch doutorou-se pela Universidade de Göttingen em 1872, e foi assistente do Hospital de Hamburgo. Exerceu a medicina em Hannover e na Posnânia, onde começou a se interessar pelas moléstias infecciosas.

Nomeado médico distrital, Koch pôde dedicar-se aos estudos bacteriológicos que o tornariam célebre, principalmente suas pesquisas sobre a tuberculose e o isolamento do bacilo causador da doença, que leva seu nome.

Em 1880, Koch já se tornara bastante conhecido. Nomeado diretor do laboratório de bacteriologia da então Escola de Higiene de Berlim, dedicou-se ao estudo da tuberculose e da cólera.

Em 1882, descobriu o chamado bacilo de Koch, e, três anos depois, quando ocupava a cátedra de higiene da Universidade de Berlim, o primeiro remédio para o tratamento da doença, a tuberculina.

Após essa descoberta, o governo criaria, especialmente para ele, um instituto de pesquisas de doenças infecciosas, com hospital anexo.
 

Prêmio Nobel

A Robert Koch devem-se algumas das descobertas mais importantes da bacteriologia, entre as quais, além do bacilo da tuberculose, a do vibrião da cólera. Deixou ainda notáveis contribuições sobre septicemia, peste bubônica, doença do sono e carbúnculo.

As pesquisas de Koch trouxeram considerável aperfeiçoamento para a técnica bacteriológica. Entre suas obras didáticas merecem destaque: Etiologia da Doença do Baço e A Etiologia da Tuberculose.

Em 1905, Koch recebeu o Prêmio Nobel de Medicina.
 

Enciclopédia Mirador Internacional; Oxford Dictionary of Scientists