PUBLICIDADE
Topo

Hermann Göring Comandante da Luftwaffe e marechal do Reich nazista

12-1-1893, Rosenheim, Alta Baviera

15-10-1946, Nuremberg

Do Klick Educação

17/08/2015 20h58

Piloto de caça durante a Primeira Guerra Mundial, em 1922 filiou-se ao NSDAP e encarregou-se da direção das SA. Foi ferido na fracassada tentativa de golpe planejada por Hitler em 1923, tendo então fugido da Alemanha, regressando em 1927. Em 1928, foi eleito deputado e, em 1932, nomeado presidente. Suas boas relações com os empresários e com o presidente da República, Paul von Hindenburg, permitiram-lhe desempenhar um papel decisivo nas negociações que levaram à nomeação de Hitler chanceler em 1933. Figura de ponta do nacional-socialismo, ocupou o cargo de primeiro-ministro da Prússia, ministro do Interior do Reich e ministro da Aeronáutica. Uma de suas primeiras medidas foi organizar a perseguição dos comunistas e dos social-democratas no incêndio do parlamento (cuja responsabilidade nunca foi assumida). Mandou construir os primeiros campos de concentração para os opositores ao regime, organizou a polícia secreta (Gestapo) e participou ativamente das mortes ocorridas em 1934 nas fileiras do partido nazista ("noite das facas longas"). Comandante da Luftwaffe desde 1935, em 1936, prevendo o início da guerra, foi o responsável pelo plano quadrienal da economia alemã. Em 1939, Hitler nomeou-o seu sucessor testamentário. Ávido de títulos e de pompa, foi nomeado em 1940 marechal do Reich, cargo expressamente criado para ele. Responsabilizado por Hitler pelas falhas da força aérea, sua influência declinou rapidamente. Tendo contatado os aliados, pouco antes do final da guerra, no intuito de conseguir um tratado de paz, foi destituído por Hitler de todas as funções do partido e do Estado, no fim de abril de 1945. Foi condenado à morte pelo tribunal militar de Nuremberg, tendo-se suicidado antes do cumprimento da execução.