Topo

Biografias


Ieoh Ming Pei Arquiteto sino-americano

24-4-1917, Cantão

Do Klick Educação

17/08/2015 20h58

Pei atingiu a celebridade em todo o mundo por meio de seu projeto de ampliação do Museu do Louvre, que consistiu na construção de uma pirâmide de vidro situada no pátio principal (1988), zona nobre do recinto, sobre a entrada subterrânea. A execução dessa pirâmide, inspirada nos modelos egípcios, constitui o ponto final de uma evolução pessoal que o levou do "estilo internacional", cultivado durante os anos de 1950, a uma arquitetura baseada em formas simples. Pei, arquiteto nova-iorquino de origem chinesa, foi educado nos Estados Unidos e conhece em profundidade a cultura européia. Abriu o próprio estúdio em 1955, no qual se dedicou ao desenho de edifícios administrativos, grandes armazéns e projetos urbanísticos, como o Mile High Center de Denver, Colorado (1956). Depois da ampliação da National Gallery of Art de Washington DC (1971-1978), e da construção da biblioteca Memorial Kennedy em Boston (1971), Pei confirmou seu prestígio internacional com o arranha-céu do Bank of China em Hong Kong (1989). Recebeu a incumbência de desenhar o anexo que abriga os arquivos do Museu de História de Berlim. Alguns dos edifícios de Pei que se celebrizaram: o National Center of Atmospheric Research em Boulder, Colorado, 1967; o Everson Museum of Art, de Siracusa, Nova York, 1968; o John Hancock Tower, de Boston, 1971.