Topo

Biografias


Ingmar Bergman Diretor de cinema sueco

14-7-1918, Uppsala

Do Klick Educação

17/08/2015 20h58

Renomado cineasta e diretor teatral, Bergman recebeu inúmeros prêmios por sua obra, entre os quais nove Oscars da Academia de Cinema dos Estados Unidos – como o de melhor filme, por Gritos e Sussuros (1973), o de filme estrangeiro, de direção e de roteiro, por Fanny & Alexander (1983), o prêmio Goethe da cidade de Frankfurt, em 1976, e o Leão de Ouro do Festival de Cinema de Veneza de 1983, pelo conjunto da obra. Foi diretor artístico de vários teatros (1944-1946, Teatro Municipal de Helsinborg; 1963-1966, Teatro Dramático Real de Moscou) e também do Residenztheater de Munique, de 1976 a 1985. Suas encenações, de caráter psicológico marcante, tiveram como principal fonte de inspiração autores escandinavos (Ibsen, Strindberg). Seus filmes refletem de maneira magnífica o ânimo e as relações entre os personagens. A sexualidade e a procura do sentido da vida são dois dos seus temas mais recorrentes. Os filmes mais conhecidos de Bergman são: Morangos Silvestres, premiado com o Urso de Ouro do Festival de Cinema de Berlim; Cenas de um Casamento (1973), com Liv Ullman, que em princípio devia ser uma série para televisão, e Sonata de Outono (1978), com Ingrid Bergman, que, apesar do sobrenome, não tem nenhum parentesco com o diretor. Encerrou sua produção para o cinema em 1982, depois do lançamento de Fanny & Alexander, mas continuou escrevendo roteiros e dirigiu vários filmes para a televisão, como Depois do Ensaio (1984).