PUBLICIDADE
Topo

Kurt von Schuschnigg Chanceler austríaco de 1934 a 1938

14-12-1897, Riva

18-11-1977, Mutters, Tirol

Do Klick Educação

17/08/2015 20h58

Este advogado foi, de 1927 a 1933, deputado do Partido Cristão-Social no Conselho Nacional; em 1932, foi ministro da Justiça e, em 1933, ministro da Educação. Após o assassinato de Engelbert Dollfuss (chefe do Governo de 1932 a 1934), Schuschnigg foi nomeado chanceler, ministro dos Negócios Estrangeiros e da Defesa. Em 1936, passou a líder da Frente Patriótica, substituindo e afastando do Governo seu rival, o vice-chanceler Ernst R. von Starhemberg, expoente do fascismo austríaco. Não conseguiu, porém, conter a influência da Alemanha nazista. Schuschnigg foi o último chanceler antes de a Áustria ser ocupada pelo Reich alemão. Tentou em vão manter a autonomia austríaca, apoiando-se na Itália e fazendo importantes concessões a Adolf Hitler (como a nomeação do nacional-socialista Arthur Seyss-Inquart para ministro do Interior, em fevereiro de 1938). Schuschnigg convocou um referendo sobre a independência da Áustria, ocasião em que Hitler aproveitou para forjar a sua demissão, a 11 de março de 1938, sob a ameaça de uma intervenção militar. Seu sucessor, Seyss-Inquart, consumou no dia seguinte a anexação da Áustria pela Alemanha. Entre 1938 e 1945, Schuschnigg esteve preso por ordem das autoridades alemãs.