PUBLICIDADE
Topo

Octavio Paz Escritor mexicano

31-3-1914, México

19-4-1998, México

Do Klick Educação

17/08/2015 20h58

Em 1990, quando o cosmopolita Octavio Paz recebeu o Prêmio Nobel de Literatura, dado pela primeira vez a um mexicano, seu companheiro e compatriota Carlos Fuentes descreveu-o como "o filho do México, o irmão da América Latina, o enteado da Espanha e o filho adotivo da França, da Inglaterra e da Itália". Em 1937, durante a Guerra Civil Espanhola, participou em Valência do Congresso de Escritores Antifascistas. Afastou-se do stalinismo depois do pacto de Hitler e Stálin de 1939. Trabalhou como diplomata de seu país na França, no Japão e na Índia entre 1943 e 1968. A este período pertencem as suas monografias Vidravon e El Mono Gramático (1971), que refletem as complicadas constelações das diferentes religiões, castas e línguas da Índia. Sua fama deveu-se, porém, à lírica de influência surrealista e aos caminhos da poesia concreta por que enveredou depois, na qual foram confluir elementos europeus e mexicanos. Em 1984, Paz recebeu o Prêmio da Paz dos livreiros alemães. Suas obras mais importantes são El Laberinto de la Soledad (1950) e Sor Juana de la Cruz o las Trampas de la Fe (1982).