PUBLICIDADE
Topo

Plutarco Historiador grego

Queronéia, Grécia, 46 *

Queronéia, Grécia, 119 *

Da Redação<br>Em São Paulo

06/01/2006 19h18

Grande parte do que o mundo conhece sobre a civilização grega tem como origem os textos claros e concisos escritos por Plutarco. Apaixonado pela matemática e filosofia, sua obra mais difundida é "Vidas Comparadas" (também conhecida por "Vidas Paralelas"), que exerceu influência na literatura ocidental e foi responsável pelas principais informações sobre as civilizações grega e romana da antigüidade. A obra reúne o perfil comparado de 50 gregos e romanos (heróis, figuras míticas, cidadãos exemplares e estadistas). É neste livro que está uma das mais bem escritas biografias de Alexandre, o Grande.

A obra literária deixada pelo grego é muito variada. Plutarco escreveu cerca de 230 livros, desde ensaios sobre Platão, retórica e religião até comparações entre a inteligência dos animais e a dos homens. Embora tenha passado grande parte de sua vida na cidade natal, onde ocupou altos cargos públicos e dirigiu uma escola, Plutarco estudou matemática e filosofia em Atenas.

Também viajou por muitas cidades da Grécia, esteve em Alexandria e morou em Roma (75-95), onde ensinou filosofia durante o reinado (81-96) de Imperador Domiciano.

Durante o período em que residiu em Roma, Plutarco sempre manteve excelentes relações com as pessoas do poder. Quando regressou para Queronéia, passou a dedicar-se com mais afinco à literatura. Foi sacerdote nomeado (95) do Templo de Apolo, em Delfos. Além das biografias e ensaios, Plutarco também é autor de textos onde predominam os diálogos.

* Alguns historiadores dizem que Plutarco nasceu em 45 e morreu no ano 120.