Teólogo e filósofo alemão

Santo Alberto Magno

1193 ou 1206 d.C., Baviera (Alemanha) | 1280 d.C., Colônia (Alemanha)​





Autor Da Página 3 Pedagogia & Comunicação




  • [creditofoto]

    Santo Alberto Magno foi um dos pensadores mais universais da Idade Média

    Santo Alberto Magno foi um dos pensadores mais universais da Idade Média

Santo Alberto representou a primeira grande expressão filosófica e científica do impacto de Aristóteles sobre a cultura ocidental latina. Ele foi um dos mais universais pensadores da Idade Média. Seus interesses iam das ciências naturais à teologia. Deixou contribuições à lógica, psicologia, metafísica, meteorologia, mineralogia, botânica e zoologia. É considerado o santo padroeiro das ciências naturais.

Estudou na Universidade de Pádua e entrou para a Ordem Dominicana em 1223. Ele foi o mais ilustre catedrático da faculdade de teologia de Paris, onde lecionou de 1245 a 1248, e nesse período São Tomás de Aquino se tornou seu discípulo. Foi chamado "Magno" porque seu pensamento científico, filosófico e teológico teve grande repercussão enquanto ainda vivia.

Em 1248, ele foi nomeado para dirigir um importante centro de estudos (chamado studium generale) da ordem dominicana em Colônia, para onde foi com Tomás de Aquino, o qual retornaria em seguida a Paris para terminar os estudos.

Alberto passou grande parte da vida estudando o pensamento de Aristóteles. Ele procurou compreendê-lo distanciando-se dos estudiosos árabes, que haviam inserido suas próprias idéias nos escritos sobre o pensamento aristotélico. No entanto, ele leu os escritos dos mais importantes filósofos árabes para desenvolver suas próprias idéias em filosofia.

Sua notável compreensão de grande diversidade de textos filosóficos permitiu que ele fizesse uma das mais importantes sínteses da cultura medieval. Entre seus principais escritos científicos, podemos citar: "Sobre os Vegetais e as Plantas", "Sobre os Minerais" e "Sobre os Animais". Entre os escritos filosóficos: a "Metafísica" e suas paráfrases da "Ética", "Física" e "Política" de Aristóteles.

Tanto na paráfrase de obras aristotélicas como em seus escritos originais, Alberto se mostrou um admirador da filosofia e da ciência de Aristóteles. Um de seus grandes méritos foi ter inserido o aristotelismo no pensamento cristão, orientando assim o caminho de estudos de seu ilustre discípulo Tomás de Aquino, que herdou do mestre o interesse pela metafísica e pela antropologia.
 

Fonte: "Dicionário dos Filósofos", Denis Huisman, Martins Fontes, 2001

UOL Cursos Online

Todos os cursos