PUBLICIDADE
Topo

Santo Expedito Patrono das causas urgentes

Nascimento e morte em datas e locais incertos.

Da Página 3 Pedagogia & Comunicação

26/10/2010 06h55

Expedito era oficial do exército romano e comandava a 12a Legião, estabelecida em Melitene, na Armênia. Essa legião, conhecida como "Fulminante", tinha como missão defender as fronteiras orientais contra os bárbaros asiáticos e entre os seus soldados havia muitos cristãos.

No momento de sua conversão, conta-se que um espírito do mal, na forma de um corvo, veio tentá-lo grasnando "cras" - que em latim significa "amanhã", mas imediatamente Expedito pisoteou o corvo, gritando "hodie", ou "hoje", confirmando que não deixaria sua conversão para depois.

"Expedito" na verdade era o apelido que exprimia a presteza e a prontidão com que agia tanto no cumprimento de seu dever quanto na defesa da religião. Como muitos cristão que se destacavam, Expedito caiu na ira do imperador Diocleciano, que ordenou a sua morte. Ele foi flagelado e depois decapitado em 19 de abril de 303 d.C. (Não há certeza da data.)

Além de padroeiro das causas urgentes, Santo Expedito é conhecido como padroeiro dos militares, dos estudantes e dos viajantes. As imagens de Santo Expedito apresentam-no com traje militar, vestindo uma túnica curta e um manto. Em uma mão sustenta uma palma e na outra a cruz com a palavra "Hodie", em referência à sua conversão. Sob um dos pés está o corvo dominado e a palavra "Cras".

Comemoração: 19 de abril