PUBLICIDADE
Topo

São Paulo Apóstolo dos gentios

<p>Provavelmente 9 ou 10 d.C. Tarso, Cilícia (Turquia)</p><p>Provavelmente 64 d.C ou 67 d.C. Roma, Itália</p>

Da Página 3 Pedagogia & Comunicação

26/10/2010 07h40

Paulo ou Saulo nasceu no ano 10 d.C. em Tarso, na atual Turquia. Sua cidade era bem desenvolvida cultural e comercialmente e ele recebeu uma boa educação. Seu pai, Eliasar, era judeu, descendente da tribo de Benjamim e um homem instruído, tecelão, comerciante e legionário do imperador Augusto. Por mérito, recebeu o título de cidadão romano, legado aos filhos.

Aos quinze anos, Saulo foi para Jerusalém dar continuidade aos estudos com o respeitado rabino Gamaliel e se destacou pela oratória fluente. Assim, ele recebeu uma educação subordinada às tradições e às doutrinas da fé judaica e não aceitava a nova religião cristã, perseguindo os seus seguidores. Aprendeu também um ofício importante: o de fabricar tendas.

Um dia, em viagem a Damasco, aproximava-se da cidade quando uma forte luz desceu dos céus, assustando seu cavalo que o lançou ao chão. Ao mesmo tempo ele ouviu uma voz que dizia "Saulo, Saulo, por que me persegues?" (Atos 9.1-22). Era Jesus quem falava. Ajudado por seus companheiros de viagem, chegou a Damasco onde permaneceu por três dias sem ver, comer ou beber.

Depois Saulo teve uma visão com Ananias, um cristão convertido, que, no mesmo instante, teve a mesma visão em sua casa. Compreendendo sua missão, Ananias foi ao encontro de Saulo e, colocando as mãos sobre sua cabeça, fez com que ele voltasse a enxergar. Batizou-o, então, como Paulo.

Convertido, Paulo fez-se apóstolo e passou a viajar para a Síria, para Chipre e para várias regiões da Ásia Menor e da Europa, sempre evangelizando, realizando conversões e fundando comunidades, com muito sacrifício. Esteve, inclusive, no Areópago, em Atenas.

Perseguido incansavelmente, foi preso em Jerusalém por volta de 61 d.C. e transferido para Roma. Julgado, foi absolvido, mas três anos depois foi preso novamente e, condenado a morte por Nero, foi decapitado.

Paulo é considerado o apóstolo dos gentios, por ter se dedicado a levar a mensagem cristã aos povos não judeus. Costuma ser representado como um homem altivo (embora fosse de baixa estatura), apoiado em uma espada.

Comemoração: 29 de junho, juntamente com São Pedro.