Escritor inglês

Thomas Hardy

02/06/1840, Higher Bockhampton, Inglaterra<br> 11/01/1928, Dorchester, Inglaterra ​





Autor Da Página 3 Pedagogia & Comunicação




  • [creditofoto]

    O escritor retratado por Reginal Eves

    O escritor retratado por Reginal Eves

Thomas Hardy passou a infância no campo. Começou sua vida profissional como arquiteto. Em 1862 mudou-se para Londres. Após publicar com êxito o seu primeiro romance, "Remédios Desesperados", em 1871, deixou de lado a arquitetura e passou a se dedicar integralmente à literatura.

Seus romances "Tess of the Urbervilles" (1891) e "Judas, o Obscuro" (1895) são considerados clássicos da literatura, mas na época de sua publicação receberam duras críticas, por serem considerados pessimistas e tocarem no assunto da sexualidade. "Tess" foi levada ao cinema em 1979, num filme dirigido por Roman Polansky, com Nastassja Kinski no papel principal.

O último romance de Thomas Hardy publicado em livro foi "A Bem-amada", em 1897 (que já havia saído, anteriormente, em fascículos).

Ele também publicou contos e acabou trocando a ficção pela poesia. Lançou "Poemas de Wessex" (1888), "Poemas do Passado e do Presente" (1901) e "Palavras de Inverno" (1928), tornando-se também um dos grandes poetas ingleses. O tom coloquial e isento de retórica de sua obra poética, que versava sobre a velhice, o amor e a morte, influiu na reação anti-romântica.

Hardy casou-se com Emma Lavinia Gifford em 1874. Após a morte da esposa, em 1912, casou-se com sua secretária Florence Dogdale, bem mais jovem do que ele.

Thomas Hardy morreu aos 87 anos, em 1928.

UOL Cursos Online

Todos os cursos