PUBLICIDADE
Topo

Viacheslav Mikhailovich Molotov Ministro soviético dos Negócios Estrangeiros <br />de 1939 a 1949

9-3-1890, Kukarka (hoje Sovietsk, próximo de Kirov)

8-11-1986, Moscou

Do Klick Educação

17/08/2015 20h58

Seu verdadeiro nome era V. M. Skrjabin (molotov significa martelo). Membro do partido bolchevique desde 1906, fez parte do Politburo a partir de 1926 e do Presidium da União Soviética. Foi um dos colaboradores mais próximos de Josef Stálin, de quem foi ministro dos Negócios Estrangeiros entre 1939 e 1949. Em agosto de 1939, assinou o pacto germano-soviético de não-agressão, com o ministro dos Negócios Estrangeiros alemão Joachim von Ribbentrop (Pacto Hitler-Stálin), que antecedeu à Segunda Guerra Mundial. Molotov participou das conferências de Teerã em 1943, Yalta em 1945 e Potsdam em 1945, assim como de todas as conferências do pós-guerra realizadas até 1957. Manteve influência política depois da morte de Stálin e foi vice-primeiro-ministro dos Negócios Estrangeiros (1953-1956) e ministro de Estado (1956-1957). Colocando-se contra os novos rumos políticos impostos pela desestalinização impulsionada por Nikita S. Kruschev, foi demitido de todos os cargos em 1957 e enviado como embaixador para a Mongólia (1957-1960). Pouco depois, foi-lhe confiada a representação de seu país na Organização Internacional da Energia Atômica em Viena, cargo que desempenhou até 1962, quando foi excluído do Partido Comunista, sendo readmitido em 1984.