Topo

Biografias


William Randolph Hearst Magnata das comunicações

1863, São Francisco, EUA

1951, Beverly Hills, EUA

Da Página 3 Pedagogia & Comunicação

10/08/2005 07h53

William Randolph Hearst iniciou seus estudos em Harvard, mas foi expulso dois anos depois. Em 1887, assumiu a direção do San Francisco Examiner, diário que seu pai havia adquirido sete anos antes. Conseguiu aumentar espetacularmente a tiragem usando recursos visuais, como a fotografia e grandes títulos.

Ampliou seu papel na imprensa norte-americana em 1895, com a compra do New York Morning, informativo que se caracterizava pelo sensacionalismo, tanto no tratamento dos temas como na sua escolha, servindo, às vezes, às ambições políticas de Hearst.

Fracassado na intenção de ser eleito governador do estado de Nova York (1907) e prefeito da cidade de Nova York (1905 e 1909), retirou-se para sua mansão, onde se dedicou a dirigir seu império, que, no seu apogeu, em meados dos anos 1930, chegou a somar 28 diários e 18 revistas, além de escrever roteiros e produzir filmes para sua amante, a atriz Marion Davis.

A Grande Depressão, assim como a impopularidade de suas convicções políticas - foi contrário à entrada dos Estados Unidos na Primeira Guerra Mundial e a seu ingresso na Sociedade das Nações -, reduziram sua influência e sua fortuna, até que passou os últimos anos de sua vida recluso.

O personagem protagonista do filme de Orson Welles, "Cidadão Kane" (1941), foi inspirado na figura de Hearst.