Artes

Afrodite: A deusa do amor e da fertilidade

Da Página 3 Pedagogia & Comunicação

Há três versões para o nascimento de Afrodite (a Vênus dos romanos). Numa delas, a deusa teria nascido das espumas das ondas do mar. Em outra, quando Cronos destronou Urano, cortando-lhe os órgãos sexuais, estes teriam caído no mar e dado origem a Afrodite. Finalmente, ela seria filha de Zeus e de Dione, uma deusa da geração anterior à dos deuses olímpicos.

Afrodite tinha um temperamento irritadiço, era muito vingativa e seus amores costumavam ter consequências trágicas. Certa vez, Êris, a discórdia, sugeriu que um pomo fosse entregue à mais bela das três deusas: Afrodite, Atena e Hera. Por ordem de Zeus, as três foram conduzidas até o monte Ida, onde seriam julgadas pelo pastor troiano Páris.

Ostentando todo o esplendor de sua beleza, as deusas se apresentaram a ele e ainda prometeram ao juiz recompensas caso fossem eleitas: Hera prometeu-lhe o trono do Universo; Atena disse que o tornaria invencível na guerra; Afrodite ofereceu-lhe o amor de Helena, uma mortal de rara beleza. Páris deu a vitória a Afrodite, do que decorreu a guerra de Troia, pois Helena era casada com o rei grego Menelau.

Ao longo de toda a guerra, Afrodite protegeu os troianos, especialmente Páris e Enéias, mas sua ajuda não conseguiu impedir a derrota deles. No entanto, devido à proteção da deusa, Enéias conseguiu fugir para a península Itálica, onde seu filho, Ascânio, fundou Alba Longa, núcleo da cidade que seu descendente Rômulo fundaria mais tarde: Roma. Daí Roma ter Vênus como protetora.

De volta, porém, ao nascimento da deusa, após surgir da superfície das águas marinhas, Afrodite foi levada pela força dos ventos a Cítera e depois até Chipre, onde as Horas a receberam, vestiram e enfeitaram, conduzindo-a depois ao Olimpo.

Uma das mais célebres lendas a seu respeito dá conta de seu casamento com Hefestos por ordem de Zeus. A deusa, no entanto, amava Ares e traiu o marido com ele. Surpreendida por Hélios, o Sol, foi denunciada a Hefestos, que capturou os amantes numa rede mágica e os submeteu à execração pelos deuses.

Envergonhada, Afrodite fugiu para Chipre. De seus amores adúlteros, nasceram Eros, Anteros, Deimos, Fobos e Harmonia.

Outro amor de Afrodite que não pode deixar de ser mencionado refere-se ao pastor Anquises, mortal e troiano, para quem a deusa se entregou no monte Ida, numa noite de amor tão intensa, que todos os animais da região procriaram na mesma ocasião. De Anquises, Afrodite gerou o Enéias anteriormente mencionado e que daria origem ao ciclo das lendas da fundação de Roma.

Fontes:

  • Dicionário de Mitologia Grega e Romana, Mário da Gama Kury, Jorge Zahar Editor.
  • Dicionário Mítico-Etimológico, Junito Brandão, Editora Vozes.

UOL Cursos Online

Todos os cursos