PUBLICIDADE
Topo

Biologia

Malária - Transmissão e sintomas

Cynthia Santos

A malária é uma doença causada pelo protozoário Plasmodium. Quatro espécies desse parasita infectam os seres humanos. No Brasil, os agentes infecciosos são as espécies Plasmodium malariae, Plasmodium falciparum e Plasmodium vivax. As espécies Plasmodium falciparum e Plasmodium vivax são responsáveis pela maioria das infecções no mundo.

Ciclo de vida do parasita

O parasita da malária necessita de dois tipos de hospedeiros para completar o seu ciclo de vida: os humanos e as fêmeas de mosquitos do gênero Anopheles. Os mosquitos são os vetores da doença.

Ao se alimentar de sangue humano, o mosquito Anopheles injeta os parasitas encontrados em sua saliva na corrente sanguínea humana. Os parasitas no interior do corpo humano viajam até as células do fígado, onde crescem e se multiplicam. As células do fígado se rompem, liberando para o sangue os parasitas que nelas se encontravam.

No sangue, os protozoários invadem as células vermelhas. Ao se multiplicarem e crescerem no interior das células vermelhas, eles as destroem. A ruptura dos eritrócitos - outro nome dado às células vermelhas - libera os parasitas que ali se encontravam e eles invadem outros eritrócitos.

Quando uma pessoa infectada é picada pela fêmea do mosquito Anopheles, ocorre a transferência dos parasitas presentes no sangue humano para o interior do corpo do mosquito. Os parasitas se alojam no estômago do mosquito e após 10-18 dias migram para suas glândulas salivares.

Sintomas da malária

A infecção pelos protozoários da malária causa uma infinidade de sintomas diferentes. A pessoa infectada pode apresentar sintomas leves, sintomas graves ou pode até vir a falecer devido a complicações.

Os sintomas não aparecem logo depois da picada do mosquito, mas após um período de incubação que leva de 12 a 30 dias. Após esse período, a pessoa infectada pode sentir, entre outros sintomas, dores de cabeça, dor no corpo, calafrios, tremores intensos, febre de 40oC ou mais, náusea e vômitos. A febre e os calafrios são cíclicos. De início, ocorrem diariamente; depois, os ataques repetem-se em dias alternados. A anemia é um sintoma secundário da malária, ocasionado pela destruição dos eritrócitos.

Na malária severa, ocasionada pela espécie Plasmodium falciparum, podem ocorrer anormalidades neurológicas, anemia severa, perda de sangue na urina, edema pulmonar, problemas na coagulação sanguínea, problemas no coração, falha nos rins, baixa taxa de glicose no sangue, entre outros sintomas graves.

Para que haja uma diminuição do número de casos de malária no mundo é necessário que os pacientes de malária sejam tratados e que haja controle da população do mosquito Anopheles - o vetor da doença. Também é importante que se administrem drogas contra a malária em habitantes de regiões onde há grande incidência da doença, como forma de prevenção.

 

 

 

Veja também

Biologia