Biologia

Reprodução humana: formação dos gametas masculinos e femininos

Do UOL, em São Paulo

  • BBC Worldwide/Discovery

    Espermatozoides correm em direção ao óvulo

    Espermatozoides correm em direção ao óvulo

Para compreender como ocorre a reprodução humana é preciso saber como dois importantes integrantes desse processo são formados: o gameta masculino (espermatozoide) e o gameta feminino (óvulo). Ambos são originados durante a gametogênese.

Espermatogênese

A espermatogênese é uma fase em que não há divisão celular e é responsável pela formação dos espermatozoides. Ela ocorre na parede dos túbulos seminíferos que compõem os testículos. Ao final do processo, os espermatozoides são liberados por esses túbulos.

Ao redor dos túbulos seminíferos estão as células de Leydig, responsáveis pela produção do hormônio masculino testosterona. As células que iniciam o processo são chamadas espermatogônias e ficam inativas no organismo masculino até o início da puberdade,  entre 13 e 16 anos. A partir daí inicia-se um intenso processo de proliferação dessas células.

Depois de varias divisões por mitose algumas espermatogônias entram no período de crescimento, que resultam nos espermatócitos primários ou espermatócitos I (2n).

Na fase de maturação, os espermatócitos I entram no processo de meiose e formam os espermatócitos secundários ou espermatócitos II, que são células haploides com n cromossomos duplicados. Estas entram em meiose e originam as espermátides. 

Germinativo – divisões celular das espermatogônias por mitose. (Células diploides - 2n).

Crescimento – diferenciação de espermatogônias em espermatócitos I sem haver divisão celular, apenas o crescimento. (Diploides - 2n).

Maturação – divisão meiótica dos espermatócitos I formando os espermatócitos II e posteriormente as espermátides.  De cada espermatócitos I formam se quatro espermátides, haploides (n).

Diferenciação – diferenciação de espermátides em espermatozoides, sem divisão celular e com modificações profundas na célula.

Ovulogênese

A ovulogênese está relacionada a modificações hormonais no corpo da mulher e é responsável pela formação do óvulo. Ela se divide em três períodos:

Germinativo – onde na fase embrionária as células de dividem por mitose e formam as ovogônias (Diploide - 2n).

Crescimento – nessa etapa não há divisão celular e sim o crescimento das ovogônias. Cada ovogônia (2n) dá origem a um ovócito primário ou ovócito I, que também é 2n. No período embrionário, os ovócitos I iniciam a meiose I, mas param na prófase permanecendo assim até a puberdade.

Maturação – durante o ciclo menstrual, em geral, um dos ovócitos I (em prófase interrompida) finaliza a meiose I e forma o ovócito II e o corpúsculo polar. Em seguida, o ovócito entra em meiose II, que fica interrompida na fase de metáfase II, quando é liberado do ovário. Em caso de penetração do espermatozoide, a meiose II é finalizada, originando o óvulo.

                                                      ***

Teste seus conhecimentos sobre o tema

1. (UFU 2007) Durante a ovulogênese na espécie humana, nem sempre se observa a fase de óvulo. Quando observado, este tipo celular será encontrado
    a) no ovário de uma recém-nascida.
    b) na tuba uterina.
    c) no ovário após a segunda divisão meiótica.
    d) na mucosa uterina.

2. (UFU 2004)
A espermatogênese e a ovulação, processos fundamentais na reprodução humana, dependem da ação de alguns hormônios. Marque a alternativa que indica os hormônios que têm influencia nesses eventos.

    a) Prolactina e estrogênio.
    b) Testosterona e calcitonina.
    c) FSH e LH.
    d) Progesterona e ADH.

Gabarito

1. b
2. c

Bibliografia

  • Bibliografia: "Bio: volume 2", de Sônia Lopes e Sérgio Rosso, editora Saraiva.

UOL Cursos Online

Todos os cursos