PUBLICIDADE
Topo

Guerra civil espanhola - Francisco Franco, falangistas e ditadura

Do Colégio Stockler

(Atualizado em 17/07/2014, às 11h11)

A Guerra Civil Espanhola (1936-1939) contribuiu para fortalecer o nazi-fascismo na Europa. O conflito teve início quando a monarquia da Espanha foi substituída pelo regime republicano de tendência socialista. Contra o novo governo levantaram-se os falangistas, simpatizantes do nazi-fascismo, liderados por Francisco Franco.

Os falangistas, que lutavam contra o socialismo, tiveram o apoio militar e financeiro dos governos italiano e alemão, empenhados, desde que assumiram o poder, na luta anticomunista, e que aproveitaram a oportunidade para testar novos armamentos e equipamentos militares. O governo republicano foi vencido e instaurou-se um governo totalitário liderado por Franco.

A ajuda ítalo-alemã aos falangistas foi decisiva para a vitória contra os socialistas espanhóis: em pouco tempo, a Espanha estava devastada e os mortos contavam-se aos milhares.

O pintor Pablo Picasso retratou em sua obra "Guernica" a violência dos ataques fascistas, dentre os quais um destruiu a cidade que dá nome à obra: "No dia 26 de abril de 1937, uma segunda-feira (dia de feira como costume em Guernica), às 4h40 da tarde começaram a surgir os Heinkel 3, bombardeando a cidade e metralhando as ruas. Depois dos Heinkels vieram os Junkers 52, os velhos espectros da Guerra Espanhola. A população começou a abandonar a cidade, sendo metralhada na fuga. Bombas incendiárias (pesando até 450 kg) e outros explosivos foram lançados por vagas de aviões a cada vinte minutos, até as 7h45. A destruição foi total."

O golpe de estado militar, ocorrido na Espanha no dia 17 de julho de 1936, teve também profunda repercussão internacional. Alemanha e Itália apoiaram desde o início os autores do golpe. Para a Itália de Mussolini estava em jogo a preponderância no Mediterrâneo. Já a Alemanha pretendia aproveitar a ocasião para pressionar a Itália a entrar, de uma vez por todas, em seu campo, abandonando a proteção da Áustria. E de fato, no dia 1º de novembro de 1936, Mussolini proclamou a existência do "Eixo Roma-Berlim". Os três países, que encontravam na passividade geral ânimo para novas investidas territoriais, assinaram o Pacto Antikomintern, unidade para combater o comunismo internacional. O clima de tensão na Europa, diante das investidas fascistas, era cada vez mais nítido.

A Guerra Civil Espanhola teve seu fim no dia 27 de março de 1939.

$escape.getHash()uolbr_quizEmbed('http://educacao.uol.com.br/quiz/2014/07/17/a-guerra-civil-espanhola-ajudou-a-fortalecer-o-nazi-fascismo-na-europa-o-que-voce-sabe-sobre-ela.htm')

Do Colégio Stockler O foi fundado em 1984, em São Paulo.

História geral