PUBLICIDADE
Topo

Educação

Vestibular


Enem 2013: "Agora é estudar para as próximas", diz atrasado que tentou pular portão em SP

Lucas Rodrigues

Do UOL, em São Paulo

27/10/2013 14h08

O candidato Flávio Renato de Queiroz, de 20 anos, chegou menos de cinco minutos atrasado no segundo dia de provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio ) 2013. Ele afirma ter acertado 60 questões da prova de ontem (26), que teve com 90 perguntas de ciências humanas e ciências da natureza. 

O estudante ainda tentou pular o portão de uma unidade da Barra Funda, em São Paulo, mas não obteve sucesso. Ele queria prestar ciências econômicas na UFSCar (Universidade Federal de São Carlos) e se atrasou na conexão do ônibus com o trem em Barueri. "Agora é estudar para as próximas", diz.

Outras quatro pessoas se atrasaram nesse segundo dia. Entre elas, estão as irmãs Daniele, 16, e Deise de Santana, 18. As duas, que moram na zona norte, culparam a demora do motorista perto da ponte do Jaguaré.

Assim como ontem, outra candidata teve dificuldades na ponte da Freguesia do Ó, que passa por reformas. Fernanda da Silva, 22, técnica em enfermagem, queria entrar no curso de medicina em uma universidade federal.

Renato Gonçalves Sales, 39, é cadeirante e chegou cerca de quinze minutos depois do fechamento dos portões. Ele diz que saiu de casa às 11h30 e teve dificuldade na parada Pinto, onde ele afirma ter tido uma colisão entre carros.

Lei seca é tema de redação

O MEC (Ministério da Educação) divulgou logo após o início das provas que o tema da redação do Enem deste ano é "Efeitos da implantação da Lei Seca no Brasil". Os candidatos terão 5h30 para escrever uma redação sobre esse tema e responder a 90 questões de múltipla escolha sobre linguagens e códigos e matemática.

Segundo o ministério, "os participantes devem desenvolver um texto dissertativo-argumentativo segundo os critérios definidos no edital do exame" a partir de "leitura dos textos motivadores apresentados no exame".

Vestibular