PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
2 meses

Secretário do Rio fala em combater 'tragédia silenciosa' em volta às aulas

Renan Ferreirinha, secretário municipal de Educação do Rio - Reprodução/TV Globo
Renan Ferreirinha, secretário municipal de Educação do Rio Imagem: Reprodução/TV Globo

Do UOL, em São Paulo

06/10/2021 14h13

O secretário municipal de Educação do Rio, Renan Ferreirinha, disse hoje considerar a volta às aulas presenciais fundamental para combater os problemas de aprendizagem causados pela pandemia do novo coronavírus.

Em reunião realizada ontem, o Comitê Especial de Enfrentamento à Covid-19 da SMS (Secretaria Municipal de Saúde) do Rio recomendou o retorno pleno das aulas presenciais em todas as unidades de ensino públicas ou particulares, nos diferentes níveis de educação. O uso de máscara é obrigatório.

"O retorno pleno será fundamental para a recuperação da aprendizagem perdida nessa tragédia silenciosa que aconteceu na educação devido à pandemia", disse ele, em entrevista ao Bom Dia Rio, da TV Globo.

Para a decisão, os especialistas consideraram a melhora do cenário epidemiológico na cidade, com menor taxa de transmissão e hospitalizações por covid-19, além do avanço da cobertura vacinal da população. Segundo dados da prefeitura, 99,8% da população maior de 18 anos está vacinada com a primeira dose e 73,2% com as duas doses ou dose única.

"Nós começamos esse retorno presencial em fevereiro com 38 escolas. A partir disso, a cada semana novas escolas iam voltando à medida que fossem se adequando. Em junho, chegamos em 99% das nossas escolas no ensino presencial. E agora o comitê científico da prefeitura recomendou o retorno pleno, ou seja, todas as crianças da cidade indo todos os dias para aulas presenciais", explicou o secretário.

Além do uso da máscara, o comitê ressaltou a importância da maior ventilação possível nos ambientes. As salas de aula também poderão retornas às suas configurações iniciais, ou seja, sem necessidade de distanciamento.