Geografia

Ridge A: O lugar mais frio do mundo

Ronaldo Decicino

(Atualizado em 03/01/2014, às 17h29)

  • Wikimedia Commons/Grahan Denyer

    A estação de pesquisa Davis, no Território Antártico Australiano, nas proximidades do Ridge A

    A estação de pesquisa Davis, no Território Antártico Australiano, nas proximidades do Ridge A

Recentes pesquisas trazem informações sobre a descoberta de um local na Terra em que o homem ainda não havia pisado. Ele fica no Pólo Sul, nunca foi visitado por ninguém e poderá revolucionar a Astronomia. O local foi identificado como "o mais frio, mais seco e mais calmo lugar da Terra". É o Ridge A (em inglês) ou Cordilheira A.

Localizada a 4 mil metros de altitude e a 600 quilômetros do Pólo Sul, a Cordilheira A está situada em uma porção do Território Antártico Australiano, cobrindo 5.896.500 quilômetros quadrados da Antártida.

A principal característica desse lugar é a sua temperatura, cuja média, no inverno, é de -70°C. O local foi identificado por uma equipe de cientistas australianos e americanos que buscava uma área que servisse como o melhor observatório do mundo para a instalação de um telescópio.

Telescópio será construído por China e Austrália

A Cordilheira A possui um céu extremamente limpo, com poucas nuvens. Além disso, a umidade relativa do ar é praticamente zero. Todas essas características fazem dessa região uma área perfeita para a instalação de um telescópio. Os cientistas a consideram como o lugar da Terra que é mais próximo do espaço.

Um telescópio instalado na Cordilheira A verá imagens três vezes mais nítidas do que qualquer outro telescópio instalado no planeta. A primeira expedição para "Ridge A" está prevista para ser construído por China e Austrália. Quando o telescópio ficar pronto, será controlado a distância por um sistema de computadores, uma vez que o lugar é hostil demais para se viver.

A fim de procurar o local ideal para a instalação do telescópio foi necessário um trabalho de investigação que incluiu dados de satélites e de estações terrestres, além de modelos de clima, com o objetivo de analisar todos os fatores que, de alguma forma, influenciam nos resultados das observações astronômicas: cobertura de nuvens, temperatura, brilho do céu, vapor de água, velocidade do vento e turbulências atmosféricas. Na Cordilheira A todos estes elementos se combinam de maneira promissora.

Ronaldo Decicino é professor de geografia do ensino fundamental e médio da rede privada.

UOL Cursos Online

Todos os cursos