PUBLICIDADE
Topo

Sociologia

Greves no Brasil - Primeira paralisação e o movimento operário do ABC

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Luiz Inácio Lula da Silva, em discurso durante a greve de 42 dias em 1980. Ao fundo, o então deputado Eduardo Suplicy apoia o ato - Folhapress
O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Luiz Inácio Lula da Silva, em discurso durante a greve de 42 dias em 1980. Ao fundo, o então deputado Eduardo Suplicy apoia o ato Imagem: Folhapress

Renato Cancian, Especial para a Página 3 Pedagogia & Comunicação

(Atualização em 7/3/2014, às 23h13)

No Brasil, o primeiro grande movimento grevista ocorreu em julho de 1917, em São Paulo, quando uma greve geral paralisou completamente a capital. O movimento de iniciativa do operariado foi conduzido por líderes trabalhistas que eram adeptos das ideologias anarquistas e socialistas.

Os manifestantes reivindicavam melhores salários, condições satisfatórias no ambiente de trabalho e o reconhecimento de alguns direitos, mas foram brutalmente reprimidos pelo Estado. A organização dos trabalhadores representou um marco na história do operariado brasileiro.

 

Outro exemplo da força política dos trabalhadores no Brasil ocorreu durante o período da ditadura militar (1964-1985) com as greves dos operários metalúrgicos da região do ABC paulista - na Região Metropolitana de São Paulo.

Os movimentos grevistas dos metalúrgicos paulistas foram deflagrados por demandas dos trabalhadores, principalmente relacionadas a melhores salários e à autonomia sindical.

Porém, as manifestações rapidamente transbordaram para temas políticos, enviesando pela defesa da redemocratização do país. Um dos seus principais líderes era o metalúrgico Luís Inácio Lula da Silva, eleito presidente do Brasil em 2002.

 

Renato Cancian, Especial para a Página 3 Pedagogia & Comunicação é cientista social, mestre em sociologia-política e doutorando em ciências sociais. É autor do livro "Comissão Justiça e Paz de São Paulo: gênese e atuação política - 1972-1985".

Sociologia