PUBLICIDADE
Topo

Vestibular

Mais de 450 mil candidatos estão inscritos no Prouni do 2º semestre de 2012

Do UOL, em São Paulo

03/07/2012 11h12Atualizada em 03/07/2012 11h14

Mais de 450 mil candidatos estão inscritos no Prouni (Programa Universidade para Todos) do segundo semestre de 2012. O sistema recebeu 874.273 inscrições de 456.973 candidatos - cada estudante poderia fazer até duas opções de cursos. As inscrições acabaram ontem (2).

Segundo o MEC (Ministério da Educação), as unidades da Federação com maior número de inscritos foram São Paulo (132.220), Minas Gerais (117.175), Bahia (72.233), Rio de Janeiro (64.776) e Rio Grande do Sul (62.585). São oferecidas 90.311 bolsas — 52.487 integrais e 37.824 parciais (50% da mensalidade).

Para concorrer a bolsas do Prouni os interessados deveriam ter realizado o Enem em 2011 e obtido, no mínimo, 400 pontos na média das cinco provas (ciências da natureza e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; linguagens, códigos e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias e redação), e nota superior a zero na redação. Além disso, deveriam se encaixar nos critérios socioeconômicos estipulados pelo MEC (Ministério da Educação) – com bolsas integrais para os estudantes que tenham renda familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio (R$ 933) e bolsas parciais para alunos com renda familiar de até três salários mínimos (R$ 1.866), por pessoa.

Resultado

A primeira chamada será divulgada no dia 5 de julho. Os candidatos aprovados devem comprovar a situação socioeconômica com a documentação exigida junto às instituições de ensino superior e realizar a matrícula entre os dias entre os dias 5 e 13 de julho.

A segunda chamada será divulgada no dia 20. Os candidatos que não forem convocados nas duas primeiras chamadas podem manifestar interesse em continuar concorrendo às vagas nos dias 2, 3 e 4 de agosto. O resultado será divulgado no dia 7 do mesmo mês.

O programa

O Prouni é um programa do MEC, criado pelo Governo Federal em 2004, que oferece bolsas de estudos integrais e parciais (50% da mensalidade) em instituições de educação superior privadas a estudantes pobres que tenham cursado o ensino médio em escola pública. 

Vestibular