PUBLICIDADE
Topo

Vestibular

Cabeça parecia que iria explodir, diz candidato do RJ sobre a prova de português do Enem 2012

Rodrigo Teixeira

Do UOL, no Rio de Janeiro

04/11/2012 16h02

Por volta das 15h10, o primeiro candidato a deixar a Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro), onde a reportagem do UOL acompanha a aplicação do segundo dia de provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), foi Bruno Soares dos Santos, de 30 anos.

"O tema da redação foi imigração no século 21. Acho português mais fácil, mas matemática sempre pega", afirmou ele, que faz o exame para concluir o Ensino Médio e sonha cursar em jornalismo.

Para seu homônimo, Bruno Soares da Silva, de 25 anos, os textos de português o deixaram de "cabeça quente". "Na hora de ler os textos, minha cabeça parecia que iria explodir", disse. Para ele, a redação foi complicada.

"Um dos textos de apoio falava da imigração de pessoas que vêm para cá do Haiti, uma coisa atual sendo retratada, isso é positivo. Nas questões de português, o que eu me lembro é que tinha uma com a capa do disco dos Mutantes. Matemática foi tranquilo", disse o jovem, que quer cursar administração.

Já Manuela Brasão, de 18 anos, que conclui o Ensino Médio ainda este ano, prestou a prova para fazer direito. "Fiz para me testar. Achei que a prova estava boa. Como leio muito, espero ter ido bem na redação", disse.

Vestibular